Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Primeira cobra anaconda amarela mutante do mundo é encontrada em Belém

O réptil possui 'Xantismo', mutação genética que altera a pigmentação e dificulta a camuflagem

Maiza Santos

Pesquisadores encontraram em Belém a primeira sucuri-verde (Eunectes murinus) de pele amarela do mundo. Esse registro chamou atenção de cientistas já que foi a primeira anaconda mutante desse tipo. A cobra possui uma mutação genética chamada xantismo, que altera o pigmento da pele do animal para tons amarelados.

VEJA MAIS

Sucuri escondida no rio dá bote e assusta guia de pesca; veja
O guia de pesca aproxima o celular da sucuri e se surpreende com o bote inesperado

Sucuri é filmada vomitando um jacaré em uma praça pública; vídeo
Os moradores contaram que a cobra teria “almoçado” o jacaré e não conseguiu realizar a digestão devido ele ser grande demais

Grupo salva cachorro da boca de sucuri gigante em Marabá
O cãozinho se recupera e a serpente também teve a integridade mantida para poder ser devolvida a natureza

O biólogo Afonso Meneses foi o responsável pela descoberta. Ele estava em uma expedição com um amigo que estuda cobras da América do Sul, quando conseguiu o flagrante. O biólogo fazia o mestrado enquanto o amigo desenvolvia um trabalho de doutorado sobre sucuris na mesma região. Eles foram a um serpentário que fica a 30 quilômetros de Belém e lá foram informados que a cobra de cores pálidas havia sido encontrada no centro da cidade.

O resgate da sucuri amarela aconteceu em 2020 pelo Batalhão de Polícia Ambiental de Belém (PA), em uma área urbana. Porém, o artigo com o registro inédito só foi publicado esta semana pelo Herpetological Review. Devido as cores dificultarem a sobrevivência na natureza, a sucuri foi levada para o Centro de Herpetologia da Amazônia, onde está até hoje e contribui com estudos sobre o fenômeno.

A mutação

A sucuri-verde (Eunectes murinus) costuma apresentar a cor verde oliva ou marrom, com algumas manchas dorsais e ocelos laterais. Também é a única espécie do gênero que possui quatro listras cefálicas, geralmente marrons, vermelhas ou laranjas.

Já a cobra com xantismo encontrada possui uma coloração amarelada extremamente clara, não tem as manchas laterais em cinza acastanhado, típicas da espécie.

(Estagiária Maiza Santos, sob supervisão da editora web de OLiberal.com, Ana Carolina Matos)

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ