Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Luto! Violonista Sebastião Tapajós morre em Santarém aos 79 anos

Músico estava internado em um hospital vítima de um infarto. Ele chegou a ser encaminhado para o setor de reanimação, mas não resistiu

O Liberal

O violonista Sebastião Tapajós, um dos ícones da arte paraense, morreu aos 79 anos neste sábado (2), em Santarém, vítima de um infarto. Ele chegou a ser encaminhado para o setor de reanimação, mas não resistiu.

Reveja Sebastião Tapajós em ação:

Sebastião Tapajós gravou mais de 60 CDs e fez uma carreira longa na Europa. Pelo mundo, acompanhou e foi acompanhado por grandes músicos, como Yamandu Costa, em 2017, em Alter do Chão. Reveja abaixo:

Em nota a Unimed Oeste do Pará informou o falecimento do paciente Sebastião Tapajós Pena Marcião ocorrido nesta noite, 02 de outubro, vítima de um infarto agudo do miocárdio.

Sebastião deu entrada no início da noite apresentando sintomas típicos de um infarto, entre eles, a falta de ar e foi encaminhado ao setor de reanimação, onde ficou por mais de 40 minutos sendo reanimado, sem sucesso.

Os médicos plantonistas, Dra Musa Martins e Dr Everaldo Otoni atestaram sua morte às 19:30.

Homenagens

Na rede social, Úrsula Vidal lamentou a perda:

A cantora Lia Sophia também se manifestou na web:

VEJA MAIS

Tapajazz Mostra Belém homenageia Sebastião Tapajós no Margarida Schivasappa Evento será marcado por grandes reencontros do músico com antigos parceiros musicais

Exposição virtual conta em imagens a trajetória do músico Sebastião Tapajós Mostra tem curadoria de Vanessa Barros e abre nesta quarta-feira, 30

O governo do Estado, através da Secult (Secretaria de Estado de Cultura) exaltou  memória e o legado deixados pelo violonista:

"O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), lamenta a morte do músico Sebastião Tapajós, um dos mais talentosos violonistas do mundo. Ele teve um infarto na noite deste sábado (02). Natural de Alenquer, no Oeste do Pará, Sebastião iniciou sua trajetória com o violão ainda criança, em Santarém.

Já adulto, fez carreira no Brasil e na Europa, se apresentando com nomes consagrados da música nacional e internacional. Recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade do Estado do Pará (Uepa) e pela Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa).

Em 2019, o selo Violão Paraense, da Secult, homenageou Sebastião Tapajós reunindo 30 partituras e a biografia do compositor. A Secretaria de Cultura se solidariza com os familiares, amigos e fãs desse grande mestre da cultura mundial."

A Câmara Municipal de Santarém soltou uma nota sobre o falecimento do músico:

"A Câmara Municipal de Santarém vem de público manifestar pesar pelo falecimento do violonista Sebastião Pena Marcião, o Sebastião Tapajós, ocorrido neste sábado, 02 de outubro de 2021.

Dessa forma, o legislativo santareno reconhece o talento e o valor desse artista para a cultura santarena, que, com seu trabalho, levou o nome da Pérola do Tapajós para vários continentes.

E foi em terras mocorongas que Sebastião Tapajós escolheu para viver seus últimos dias, ficando a gratidão do nosso povo.

Ao mesmo tempo, os vereadores santarenos se solidarizam com familiares e amigos desse grande artista.

Ronan Liberal Júnior 
Presidente da Câmara Municipal de Santarém"

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ