Câncer de fígado: região Norte pode ter 750 novos casos em 2023, revela pesquisa

A doença passou a integrar o novo ranking do Instituto Nacional do Câncer (Inca) que mostra os dez tipos mais incidentes na região

Camila Guimarães
fonte

Na última estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) sobre novos casos de câncer no Brasil em 2023, um tipo específico da doença entrou no ranking dos cânceres mais prevalentes na região Norte: o câncer de fígado, sendo o sétimo que mais acomete homens e o oitavo que mais acomete mulheres na região. O Inca calcula que, em 2023, haverá 750 novos casos da doença no norte do país.

De acordo com a pesquisadora da Coordenação de Prevenção e Vigilância do Inca (Conprev), Marianna Cancela, o câncer de fígado na região norte está relacionado a infecções hepáticas e doenças hepáticas crônicas. A oncologista clínica Danielle Feio, do hospital de referência no tratamento de câncer no Pará, o Ophir Loyola, e do Hospital Universitário João de Barros Barreto, explica essa relação:

"Os fatores de risco para o hepatocarcinoma são os vírus da hepatite B e C, cirrose hepática e o alcoolismo. São alterações que destroem o tecido hepático e levam à predisposição deste câncer. O tabagismo também é considerado um fator que pode influenciar no desenvolvimento de todo câncer, da mesma forma como do de fígado”.

A oncologista menciona o dado da American Cancer Society, que aponta que somente 18% dos pacientes diagnosticados com câncer de fígado estarão vivos daqui a cinco anos, evidenciando como a doença tem se tornado preocupante a nível global. “Ele é a terceira causa de morte por câncer no mundo”, acrescenta a médica.

image Oncologista explica sobre câncer de fígado e por que a doença preocupa. (Carol Sales)

 

Sintomas e tratamentos

Danielle Feio explica que o câncer de fígado pode ser muito silencioso no começo, mas progride com sintomas como aumento do volume do abdômen, mesmo quando o paciente apresenta súbita perda de peso, inchaço nas pernas e sinais de icterícia, como pele e olhos amarelados. A doença também pode provocar sangramento digestivo e comprometimento do esôfago. Assim como na maioria dos cânceres, o hepatocarcinoma tem maiores chances de cura quanto mais cedo for diagnosticado.

"O tratamento depende muito do estadiamento: se a doença é avançada ou localizada. Se for localizada, o tratamento cirúrgico tem mais chance de sucesso. Se for uma doença avançada, a gente tem a opção de quimioembolização e radioembolização. Se o paciente tiver condições clínicas, também é uma opção fazer o transplante. Mas quando não tem essas opções, a gente tem o caminho dos medicamentos. Mas deixando bem claro que o tratamento no início tem mais chance de cura”, explica.

 

Prevenção começa pela vacina

Prevenir o câncer de fígado é possível por meio de um estilo de vida saudável, mas, antes de tudo, a oncologista salienta a importância da vacinação adequada contra o vírus das hepatites B e C – o que eleva, de modo cientificamente comprovado, as chances de o indivíduo estar protegido contra a doença.

"Mas se o paciente já tiver hepatite B ou C, a indicação é tratar da maneira mais precoce possível para que o vírus não destrua o tecido hepático. A terceira opção é a identificação dos fatores de risco para qualquer tipo de câncer e minimizá-los, realizando acompanhamento para uma detecção precoce. Então, não fumar, não beber, praticar atividade física, diminuir a ingestão de açúcar e gordura, manter um peso adequado e seguir o acompanhamento com seu médico são medidas que ajudam na prevenção”.

VEJA MAIS

image Jovem descobre câncer ao perceber que verruga do pé mudou de formato; entenda
Natalie Fornasier não tem melhorado nas últimas semanas. Os amigos já criaram uma campanha de financiamento coletivo para cobrir as despesas do funeral e para ajudar a família a enfrentar o momento de dificuldade

image Norte será a 4ª região do país com maior incidência de leucemia em 2023, estima INCA
A estimativa mostra que a previsão é de 790 novos diagnósticos a cada 100 mil habitantes no ano que vem; especialista explica que fatores históricos estão relacionados ao surgimento da doença

image Tratamento revolucionário elimina câncer considerado incurável em adolescente; entenda
Seis meses depois, o câncer de Alyssa está indetectável, mas a menina continua sendo monitorada para o caso de ele voltar

Câncer de próstata e de mama ainda lideram incidência no Norte

No ranking dos dez tipos de câncer mais comuns na região norte, o câncer de próstata lidera as ocorrências em homens, podendo chegar a 2.760 novos casos em 2023. Em mulheres, o câncer mais prevalente é o de mama, podendo contabilizar 2.410 novos casos no ano que vem. Na avaliação da oncologista, apesar de mais conhecidos, esses tipos de câncer continuam nos primeiros lugares em ocorrência, entre outras razões, por um reflexo da pandemia de covid-19:

"Nós tivemos dois anos de diminuição abrupta de cirurgias e biópsias. Nesses dois anos, os pacientes foram menos diagnosticados e menos operados. Observou-se que os diagnósticos demoraram mais para acontecer. Por isso que tivemos essa queda. Agora a procura está maior, o diagnóstico também aumentou muito e, até mesmo, muitos pacientes estão chegando com a doença muito mais avançada. A gente tem recebido tumores de próstata e mama mais volumosos, ou seja, uma doença que progrediu nesses dois anos que essas pessoas ficaram em casa”, pondera.

Danielle também orienta que, para prevenir esses tipos de cânceres, o público também adote hábitos alimentares e de vida saudáveis e que, em caso de histórico familiar, que comece um acompanhamento médico o mais cedo possível para garantir diagnóstico precoce.

 

Número de novos casos de câncer no Norte em 2023

Em homens

Próstata - 2.760
Estômago - 1.200
Traqueia, Brônquio e Pulmão - 880
Cólon e Reto - 690
Cavidade Oral - 440
Leucemias - 440
Fígado - 430
Sistema Nervoso Central - 320
Esôfago - 270
Laringe - 260

Em mulheres

Mama feminina - 2.410
Colo do útero - 1.980
Cólon e Reto - 740
Traqueia, Brônquio e Pulmão - 650
Estômago - 630
Leucemias - 350
Ovário - 340
Fígado - 320
Glândula Tireoide - 320
Sistema Nervoso Central - 270

Total de novos casos no Norte incluindo 22 tipos de cânceres: 25.460

 

Fonte da estimativa: Inca

Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ