Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Espanha registra duas mortes por varíola dos macacos

Foram as primeiras mortes registras na Europa. Em todo o mundo, sete óbitos foram verificados desde maio

O Liberal

O Ministério da Saúde da Espanha anunciou, neste final de semana, que duas pessoas morreram por varíola dos macacos no país. O primeiro óbito foi relatado na sexta-feira (29). No dia seguinte, o órgão confirmou uma segunda morte. Esses foram os primeiros óbitos pela doença na Europa. As informações do portal Sic Notícias, de Portugal.

"Dos 3.750 pacientes (...) 120 casos foram hospitalizados e dois morreram", informou o relatório publicado no sábado, pelo Centro de Coordenação de Alertas e Emergências do Ministério da Saúde espanhol.

À agência de notícias AFP, o órgão informou apenas que se tratavam de pacientes que sofriam da varíola dos macacos e que "as análises irão posteriormente determinar a causa de morte".

VEJA MAIS

Varíola dos macacos: Nova York declara estado de emergência
Governadora Kathy Hochul afirmou que mais de um em cada quatro casos da doença nos Estados Unidos foram registrados no estado

Varíola dos Macacos: infectologista explica detalhes sobre a doença que tem preocupado o mundo
Primeira morte por monkeypox no Brasil foi confirmada na última sexta-feira, 29. Médico acredita que há subnotificação dos casos

Varíola dos macacos: o que se sabe até agora, quais os sintomas e como prevenir
Em live realizada nesta sexta-feira (29) pelo Grupo Liberal, o infectologista Alessandre Guimarães destacou detalhes sobre a doença

Varíola dos macacos: doença ainda não foi detectada no Pará, diz Sespa
Autoridades alertam para o monitoramento dos sintomas

Quando a vacina contra a varíola dos macacos chega ao Brasil?
A vacinação contra o vírus Monkeypox já está sendo realizada em alguns países da Europa e da América do Norte

A Espanha é um dos países com mais casos no mundo, com 4.298 paciente com a doença, de acordo com os últimos dados do Centro de Coordenação de Alertas Sanitárias e Emergências.

Em todo o mundo, mais de 18 mil casos de varíola dos macacos foram registrado desde o início de maio deste ano. Desde então, sete mortes foram notificadas, cinco delas em países africanos, onde a doença é endémica e foi identificada pela primeira vez em seres humanos em 1970.

O número total não contabiliza a morte de um paciente no Brasil, anunciada na sexta-feira (29). Segundo o portal SIC Notícias, não ficou claro que o óbito tenha sido diretamente provocado pela doença. O Ministério da Saúde afirmou a vítima tinha diversas comorbidades, entre elas um câncer do tipo linfoma. De acordo com a pasta, a causa de óbito foi choque séptico, agravado pela monkeypox.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO