Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Doença rara faz mulher ter ‘cheiro de peixe’ o dia todo; entenda

A pessoa portadora da doença pode apresentar odor que remete a peixe, ovos podres, cebola estragada, lixo e até fezes

Maiza Santos

Uma mulher chamada Kelly Fidoe-White, de 41 anos, sofre de uma condição rara que a faz ter cheiro de peixe. Chamada de trimetilaminúria (TMAU) e conhecida como "síndrome do odor de peixe", a doença genética não possui causa conhecida e a pessoa portadora pode apresentar odor que remete a peixe, ovos podres, cebola estragada, lixo e até fezes.

VEJA MAIS

Doença rara deixa menina com ossos de 'pedra'
Criança, que também ficou cega, tem um transtorno neurológico e fará transplante de medula óssea

Doença rara: menina de dois anos tem dois braços e duas pernas extras
A família pede por ajuda para que as autoridades melhorarem a qualidade de vida da criança

É possível ter alergia à água? Conheça doença rara que leva pessoas a não tomarem banho
Saiba mais sobre a urticária aguagênica e como tratá-la. Doença rara atinge uma em cada 200 milhões de pessoas

A síndrome do odor de peixe é uma doença que ocorre quando o corpo não consegue decompor a trimetilamina, uma substância que apresenta odor muito forte e característico. Estima-se que existam cerca de 100 pessoas no mundo que foram diagnosticadas com esse mal. Porém, alguns profissionais da saúde acreditam que mais casos ainda não foram descobertos.

Kelly disse ter tido os primeiros sintomas aos seis anos, quando percebeu que a urina cheirava a peixe. Já na puberdade, ela passou a desenvolver um odor corporal forte. Para tentar disfarçar o odor, ela tomava banho várias vezes ao dia. Mas não sabia que a atitude acabava piorando o problema. Somente em 2015, aos 34 anos, a inglesa foi diagnosticada.

"As pessoas chamam isso de maldição, e eu posso ver o porquê", disse Kelly em uma entrevista. Para ela, a condição é confusa e isoladora.

(Estagiária Maiza Santos, sob supervisão da editora Web de OLiberal.com, Ana Carolina Matos)

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO