#if(!$m.request.preview.inPreviewMode)
CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
#end

Criança volta atrás e admite ter matado a mãe após inventar outra versão sobre a morte

Caso aconteceu no estado do Alabama, nos Estados Unidos. Menino de 12 anos teria atirado acidentalmente na mãe, de 29 anos

O Liberal
fonte

Após inventar uma história sobre a morte da própria mãe, uma criança de 12 anos voltou atrás e admitiu o que aconteceu com a mulher, de 29 anos. O menino revelou à polícia americana que atirou acidentalmente na mãe, que acabou falecendo. A tragédia aconteceu no Alabama, Estados Unidos. As informações são do portal Notícias ao Minuto.  

Logo após o ocorrido, o Gabinete do Xerife do Condado de Jefferson chegou a divulgar um comunicado revelando que uma mulher de 29 anos tinha sido encontrada morta numa residência, no sábado. A polícia indicava que um homem tinha sido visto "fugindo da residência pouco antes de ser feita a chamada para o 911 [número de emergência]" e pedia a ajuda da população para obter informações sobre o sucedido.

VEJA MAIS

image Menino de 4 anos atira contra policiais ao ver pai sendo preso; vídeo
O pai da criança ameaçou funcionários de um drive-thru com a arma e a polícia foi chamada ao local para contê-lo

image Menina de 10 anos atira e mata vizinha que discutia com a mãe
Pessoas que presenciaram tudo contaram que logo após os disparos a garota teria gritado: “Você não deveria ter mexido com a minha mãe”

image Criança de 9 anos atira e mata outra de 11 com a espingarda do avô, no Marajó
Arma teria disparado acidentalmente, segundo testemunhas. O dono da espingarda fugiu do local antes da chegada da polícia. Caso aconteceu em Cachoeira do Arari.

image Adolescente atira contra a cabeça de irmão mais novo; estado da criança é grave
O garoto relatou à polícia que não sabia que a arma estava carregada

Porém, nesta segunda-feira (8), novos detalhes sobre o caso foram revelados. "Após a investigação, os inspetores determinaram que o filho de 12 anos da vítima disparou involuntariamente uma arma de fogo atingindo a  mãe e causando a sua morte", informou a polícia, em novo comunicado.

De acordo as autoridades, a criança inventou uma história que os investigadores determinaram que não poderia ser verdadeira.

O menino, então, acabou admitindo o que aconteceu e as evidências no local "sustentam que o tiro não foi intencional". "O crime será tratado pelo sistema do Tribunal de Família. A família tem cooperado durante todo o processo e a criança permanecerá com eles", acrescenta a polícia.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO