Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

EU REPÓRTER

Clique aqui e mande sua história ou denúncia e ela poderá ser transformada em notícia. Aqui é Jornalismo Colaborativo!

Usuários denunciam falta de equipamentos e remédios nas UPAs de Ananindeua

Pacientes afirmam sofrer com o desabastecimento e estrutura precária nas unidades Cidade Nova, Icuí, Distrito Industrial e Marighella

Carolina Mota

Pacientes que precisam do serviço das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Ananindeua denunicam a falta de remédios e equipamentos de saúde em quatro unidades, sendo elas Cidade Nova, Icuí, Distrito Industrial e Marighella.

Segundo denúncias enviadas à Redação Integrada de O Liberal por meio do Eu Repórter, as UPAs têm sofrido com o desabastecimento de medicamentos, problemas estruturais - como respiradores quebrados e salas vermelhas sem monitores - além da equipe de enfermagem reduzida, resultando na sobrecarga de trabalho.

VEJA MAIS

Elevadores do PSM da 14 não estão funcionando, afirmam pacientes
Pacientes precisam realizar exames e tratamentos em outros hospitais já que deslocamento está limitado na unidade

Parte do teto despenca no Hospital Regional Dr. Abelardo Santos
Nos blocos A e G houve a queda de partes do teto na última quinta-feira (18)

Na UPA do Distrito Industrial, as denúncias apontam que médicos passaram a levar de casa comprimidos para alívio de dor, a fim de amenizar o quadro de quem necessita do remédio, já que as prateleiras das farmácias estariam sem esses medicamentos, antibióticos e até soro.

"Estamos tendo que liberar o paciente com receita para casa, às vezes, ainda com dor, sendo que são pessoas bem humildes que geralmente nem tem como comprar os remédios", diz um médico de uma das unidades que preferiu não se identificar.

Além dos problemas citados, as agressões verbais que os funcionários sofrem vindo de pacientes que se sentem lesados e indignados com a falta de estrutura e desabastecimento são comuns na rotina de quem trabalha nas unidades.

Outro relato, também de um médico plantonista, diz que o sistema de urgência só trabalha com um tipo de antialérgico, a Prometazina, e que esse medicamento está em falta nas unidades.

"Se uma pessoa chegar com uma alergia muito intensa aqui, eu não tenho o que fazer, assim como se chegar com uma lesão de pele ou infecção de garganta grave".

Sobre as questões estruturais, pacientes e funcionários relatam que as unidades estão sem material de sutura, sem alguns equipamentos para realização de exames e até sem condições básicas, como água mineral, além de goteiras que molham os pisos sempre que chove.

"Os técnicos aqui fazem coleta toda semana para comprar garrafão de água para que a gente possa beber. Tem unidade que tem três goteiras dentro de um só consultório, e isso há muitos meses. Não é algo que surgiu agora", completa.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Ananindeua (Sesau) informou que não há falta de medicamentos nas UPAs do município, pois todas são abastecidas semanalmente.

Sobre as estruturas, a secretaria diz que todas as Unidades de Saúde do município de Ananindeua serão requalificadas, que foram entregues 29 Unidades de Saúde, inclusive as Unidades de Pronto Atendimento, e que segue reformando mais 16 unidades. "A Sesau reforça que está trabalhando para, até o final da gestão, reformar todas as unidades de saúde do município".

O projeto "Eu Repórter" é uma iniciativa que busca reforçar a proximidade com os leitores e internautas, incentivando ainda mais o jornalismo colaborativo. Para participar das reportagens e conteúdos, compartilhando histórias, denúncias e sugestões de matérias com a redação de O Liberal, basta acessar o site https://eureporter.grupoliberal.com/ ou enviar suas informações para o Whatsapp (91) 98565-7449, onde será iniciada uma conversa diretamente com repórteres da redação. A denúncia pode ser feita de forma anônima.

(Carolina Mota, estagiária sob supervisão de Mariana Azevedo)

Eu Repórter
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS