Do êxtase à decepção: Paysandu pode terminar temporada prometedora sem acesso e título

Copa Verde representa uma última tentativa para o Bicola neste ano

Andre Gomes

O Paysandu chegou ao fim de mais uma participação no Brasileirão Série C e entra na reta final da temporada. Campeão paraense do ano passado, o Papão ainda não conquistou títulos em 2022 e viu o principal objetivo, o acesso, escorrer pelas mãos com os resultados negativos no quadrangular de acesso.

Pensando nisso, a equipe de O Liberal fez um balanço até aqui do ano do futebol bicolor e o que ainda resta para o clube aspirar. Vale lembrar, o Paysandu ainda volta a campo no final do mês de outubro, antes do início da Copa do Mundo.

Parazão

Como na Série C, o Paysandu também foi um dos times que mais se destacou na fase inicial do Parazão. Na verdade, o Bicola encerrou a fase de grupos com a melhor campanha, com 17 pontos ganhos dos 24 disputados. Porém, assim como na Terceirona, a equipe terminou esta etapa com um susto: derrota por 4 a 0 para o Castanhal, que ligou o sinal de alerta, apesar das condições do gramado do Estádio Modelão.

No mata-mata, o Papão eliminou com dificuldades Tapajós - 5 a 3 no agregado - nas quartas de final, e o Águia nas semis. Até que chegou a final contra o maior rival, o Remo. No primeiro jogo, o Paysandu foi goleado por 3 a 0, no Baenão. Na volta, ainda no primeiro tempo, o Bicola até chegou a fazer os três gols que precisava para igualar tudo. Mas um tento de Leonan, na etapa final, deu o título ao Leão e o vice ao Papão.

VEJA MAIS

Capitão do Paysandu, zagueiro sobre futuro no clube: 'Não tive nenhuma conversa com a diretoria'
Apesar disso, Genílson garantiu que tem o objetivo de permanecer no Papão

Calendário da Copa Verde 2023 será divulgado em outubro; saiba mais
Presidente da FPF, Ricardo Gluck Paul, fez a revelação em contato com a equipe de O Liberal

Série C

Apesar do vice no estadual, o Paysandu não realizou tantas contratações para o início da Série C, já que pela primeira vez em muito tempo, conseguiu trazer os jogadores desejados já para o Paraense. A decisão de manter a espinha dorsal - Patrick Brey, José Aldo, Marlon, Robinho - foi mantida e o passo à frente de Thiago Coelho rumo à titularidade deu ao Paysandu a segunda melhor campanha da primeira fase.

No entanto, assim como no Parazão, a reta final bicolor na primeira fase chamou a atenção: apenas uma vitória em sete jogos, nos momentos finais da fase de grupos. Especialmente a derrota para o Floresta, na Curuzu, na última rodada, foi a que mais chamou a atenção, já que pois fim à invencibilidade bicolor no estádio.

Já no quadrangular, tudo desandou: derrotas para Vitória, ABC e Figueirense nas três primeiras rodadas já colocaram o Papão na bacia das almas. A vitória sobre o Figueira na Curuzu, ainda deu uma última esperança. Mas o revés contra o ABC, em Natal, confirmou a eliminação.

Copa Verde

A temporada bicolor ainda não acabou, já que ainda tem a Copa Verde para ser disputada. O clube já se posicionou de que deve trabalhar nas próximas semanas para decidir quem deve continuar no elenco e quem deixará a equipe já no dia 15 de outubro, data que a maioria dos contratos se encerraram. Nem mesmo a permanência do técnico, Márcio Fernandes, está garantida.

Apesar de não salvar a temporada, a competição representa uma oportunidade de terminar o ano com um título para o Paysandu. O clube estreia já na segunda fase do torneio, contra o vencedor de Humaitá x Náutico-RR. A cobertura completa da participação bicolor no torneio você acompanhe no portal OLiberal.com.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES