Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Tem brasileiro na F1? Veja quais os candidatos do Brasil para os próximos anos

Promessas da categoria são cogitadas para a próxima temporada, mas, principalmente, para o futuro

Aila Beatriz Inete

Durante anos pilotos brasileiros marcaram o seu nome em diversas categorias do automobilismo e, na Fórmula 1, não foi diferente. Ayrton Senna, por exemplo, é considerado um dos maiores pilotos da história. Sem representantes desde 2017, quando Felipe Massa se aposentou, outros jovens talentos postulam uma vaga na elite do esporte mundial.

Confira alguns nomes

Felipe Drugovich 

O piloto paranaense de 23 anos é a sensação brasileira do momento. Ele já competiu em diversas categorias do automobilismo, como a Euroformula Open, Fórmula 4 italiana, Fórmula 3 Europeia, Fórmula 3 da FIA e atualmente está na Fórmula 2, na qual é líder e favorito para o título. 

Drugovich corre pela MP Motorsport na F2 e não tem acordo fechado com nenhuma equipe para o ano que vem. Assim, o piloto está livre para negociar com qualquer time do grid da F1. No entanto, não basta ser apenas um bom piloto para conseguir uma vaga na Fórmula 1. O fator financeiro ainda pesa bastante na decisão das equipes e, talvez, um patrocinador de peso por trás do brasileiro poderia ajudar.

VEJA MAIS 

F1 hoje: neste domingo (07/08) não terá GP; veja onde assistir ao vivo às próximas corridas
A próxima etapa do campeonato será o GP da Bélgica; confira as datas

Com brincadeira, Williams renova com Alexander Albon para a temporada de 2023 da Fórmula 1
Renovação do piloto já era certa, mas equipe fez mistério para o anúncio

Após decisão polêmica da F1 em 2021, Lewis Hamilton admite que ‘considerou’ se aposentar
Heptacampeão perdeu o título na última volta para Max Verstappen depois de decisão polêmica da direção de prova

Fórmula 1: Alpine anuncia substituto para vaga de Alonso, mas piloto nega acerto; saiba mais
Oscar Piastri usou o Twitter para negar que havia assinado com o time francês para 2023

Pietro Fittipaldi 

Com o sobrenome conhecido no mundo do automobilismo, Pietro é neto de Emerson Fittipaldi. Ele é piloto reserva da Haas e já correu pela categoria em 2020, quando substituiu Romain Grosjean por duas corridas após um grave acidente do franco-suíço. No entanto, o brasileiro acabou perdendo espaço na equipe para o Nikita Mazepin, que tinha o dinheiro que o time precisava no momento. 

Enzo Fittipaldi

Ainda na família Fittipaldi, Enzo, de apenas 21 anos, é uma promessa e pode chegar muito em breve na F1. O brasileiro é o atual quarto colocado na Fórmula 2 e vem fazendo uma boa temporada de 2022 pela Charouz, que não é considerada uma equipe de ponta.  

Caio Collet

O paulista de 20 anos também é uma promessa do automobilismo brasileiro. Ele foi campeão da Fórmula 4 francesa e está na sua segunda temporada na Fórmula 3 da FIA, onde ocupa a 8° posição. Collet também integra a academia de pilotos da Alpine - antiga Renault.

No geral, tudo é possível de acontecer no mercado de pilotos. Com o teto de orçamento estabelecido pela FIA, a expectativa é que as equipes menores apostem em jovens talentos, que são mais baratos, para ocuparem vagas. 

Para 2023, no momento, a Haas está com uma vaga aberta, assim como Williams, Alfa Romeo, AlphaTauri e Alpine.

(Aila Beatriz Inete, estagiária, sob supervisão de Pedro Cruz, coordenador do Núcleo de Esportes)

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES