Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Com o foco no topo da categoria, paraense Rafael Alves luta neste sábado contra norte-americano: 'Pronto para sair na porrada'

Lutador enfrenta Drew Dober no UFC 277, em Dallas, nos Estados Unidos

Aila Beatriz Inete

O paraense Rafael Alves busca a sua segunda vitória no UFC. Depois de ter pedido na estreia em maio de 2021, "The Turn", como é conhecido, se recuperou e venceu o inglês Marc Diakiese por finalização, no primeiro round, em novembro do ano passado. Agora, o lutador enfrenta o norte-americano Drew Dober no peso-leve neste sábado (30), em Dallas, nos Estados Unidos. 

Em entrevista ao Núcleo de Esporte de OLiberal.com, o paraense falou sobre a expectativa para o combate e da sua preparação. Rafael acredita que está no seu melhor momento e focado para fazer uma grande luta. 

“Estou me sentindo muito bem, preparado, estou na minha melhor performance, com a cabeça boa, fiz o melhor camp da minha vida para essa luta e a intenção é essa: melhorar cada vez mais para que eu possa estar sempre bem e levar um grande show para o público brasileiro”, declarou. 

VEJA MAIS 

UFC hoje: Amanda Nunes e Julianna Peña fazem a luta principal deste sábado (30); saiba onde assistir
Evento, que ocorre em Dallas, nos Estados Unidos, terá duas disputas de cinturões

Para se firmar no UFC, paraense Rafael Alves espera nocautear norte-americano no primeiro round
Luta será contra Drew Dober no UFC 277, que ocorre neste sábado (30), em Dallas, nos Estados Unidos

UFC 277: Amanda Nunes tenta recuperar cinturão e Kara-France e Moreno disputam o título interino
Evento ocorre em Dallas, nos Estados Unidos, e card terá outros dois brasileiros

Adversário 

Drew Dober está há mais de oito anos no UFC. Característico da luta em pé, o lutador tem 46% das suas vitórias por nocaute. Aos 33 anos, o norte-americano tem 24 vitórias e 11 derrotas na carreira. Rafael, que também é striker, garantiu que está preparado para o jogo do adversário, seja na trocação ou no combate de chão. 

“O jogo ideal com ele é pegar nos erros dele. Ele é um cara bom de striker só que quando tenta golpear ele se abre muito. Ele é perigoso, mas não para mim. Eu acredito que eu tenho mais armas para pegar ele. Porque ele tem o básico e isso é que ele nocauteia as pessoas. Então, eu treinei muito em cima disso e eu estou me sentindo muito pronto para essa luta. Eu estou pronto para sair na porrada”, analisou Rafael. 

Futuro

O paraense acredita que com uma vitória em cima de Drew Dober, ele conseguirá subir na categoria. Rafael mencionou que poderia entrar no lugar do norte-americano no ranking da divisão, mas ele não aparece mais na lista. O 15° colocado agora é o russo Damir Ismagulov, que venceu “The Turn” na estreia. 

“De qualquer forma, depois dessa vitória, eu quero lutar no top 10, estou focado naquele Rafael Fiziev, que ganhou o [Rafael] Dos Anjos. São uns três Rafael nessa categoria, ele falou que era o melhor, então, se o UFC me der essa oportunidade de mostrar, eu serei o maior Rafael da divisão”, declarou o paraense.  

(Divulgação / UFC)

“The Turn” reconheceu que a categoria dos 70kg é muito forte, mas disse que se vê no mesmo nível dos seus adversários e garantiu: “eu estou pronto para ser campeão”. 

Evolução

Rafael é natural do distrito de Icoaraci, mas mora em Miami há oito anos e faz toda sua preparação lá. No início do ano, o paraense revelou que quebrou a mão durante um treino e precisou desmarcar uma luta e passar por uma cirurgia. Segundo ele, apesar disso, o processo de recuperação foi muito importante para a evolução profissional e pessoal dele. 

“Essa minha mão que quebrou fez eu melhorar em termos de como pensar e agir. Não adianta a gente fazer as coisas quando está de cabeça quente. Hoje eu estou muito mais profissional, tanto dentro do cage quanto fora. E eu quero dizer para as pessoas: não percam a cabeça por besteira, não vale a pena”, concluiu Rafael Alves.        

Evento 

O UFC 277 terá duas disputas de cinturões. Na luta principal da noite, a brasileira Amanda Nunes tenta recuperar o cinturão do peso-galo da norte-americana Julianna Peña. Já no peso-mosca, o mexicano Brandon Moreno e o neozelandês Kai Kara-France disputam o título interino da divisão. O evento ocorre a partir das 19h, em Dallas, nos Estados Unidos. 

(Aila Beatriz Inete, estagiária, sob supervisão de Pedro Cruz, coordenador do Núcleo de Esportes)

 

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES