Ana Moser assume o recriado Ministério do Esporte e promete 'Fazer uma revolução' à pedido de Lula

Pasta é recriada no retorno do presidente Lula ao cargo; no mandato de Jair Bolsonaro, pasta era secretaria especial do Ministério da Cidadania

Luiz Guilherme Ramos
fonte

Uma das maiores referências do vôlei feminino brasileiro volta à cena. Depois de recriar o Ministério do Esporte, o presidente Lula indicou e empossou nesta quarta-feira a ex-jogadora de vôlei Ana Moser para comandar a pasta. A ex-atleta de 54 anos de idade foi anunciada na última semana, resgatando a pasta extinta durante o governo de Jair Bolsonaro, que até então era uma subsecretaria especial, subordinada ao Ministério da Cidadania.  

A cerimônia de posse de Ana Moser teve a presença de outros dois ex-titulares da pasta, Orlando Silva e Leandro Cruz, além de autoridades ministeriais, como Camilo Santana (Educação), Aniele Franco (Igualdade Racial), Esther Dweck (Gestão), Nísia Trindade (Saúde), Luiz Marinho (Trabalho). Pessoas ligadas ao esporte também se fizeram presentes. Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Internacional, Paulo Wanderley, presidente do COB, e Mizael Conrado, presidente do CPB

A programação da posse começou com um certo atraso. Em sua fala, a nova ministra falou sobre o desafio de assumir o esporte no país e lembrou das dificuldades que enfrentava em quadra, durante a lendária rivalidade com a seleção de Cuba, nos anos 90. "Acho que a missão aqui é mais difícil que Brasil e Cuba (risos). Vamos estar juntos de cada um que está aqui para ouvir e encaminhar as questões de todas as dimensões do esporte, que são muitas e diversas. A gente tem de fazer com que mais pessoas conheçam, pratiquem e se beneficiem do esporte".

SAIBA MAIS

image Alckmin, Marina Silva e Ana Moser assumem Ministérios nesta quarta
Cerimônias acontecem, respectivamente, às 11h, 16h e 9h


image Lula brinca sobre Pelé 'carrasco' do Corinthians e lamenta morte: 'o mundo deve muito ao Pelé'
Presidente do Brasil esteve na Vila Belmiro para prestar as últimas homenagens ao Rei do Futebol


image Agenda internacional de Lula começará com viagem à Argentina
A confirmação foi feita em reunião com o presidente da Argentina Alberto Fernández no Palácio do Itamaraty


 

Ana aproveitou para anunciar outra atleta para ajudá-la na missão. Marta Sobral, ex-jogadora de basquete, e Diogo Silva, referência no taekwondo, agregam na pasta. Sobral será a nova secretária do Esporte e Rendimento, enquanto Silva entra no grupo de trabalho. Outro ponto de destaque da nova ministra é a união com outros ministérios. Moser disse que vai conversar com todos os setores, incluindo os comitês paralímpicos, que terão atenção especial. 

"Nosso público é o mesmo. Crianças e jovens que estão na escola, população em geral, atendidos pelo SUS. Missão é que tenham acesso a todos os serviços. O esporte é transversal e precisamos que isso se reflita na prática", disse. Ana Moser também fez menções a Isabel Salgado e Pelé, mortos no ano passado. Ela pediu que o Rei do Futebol desse nome a escolas no país e disse que irá atender o pedido de Lula para ampliar a prática do esporte amador na sociedade. 

"Fazer uma revolução no esporte. Oferecer o esporte na vida de todos e todas as brasileiras. E fazer evoluir o esporte amador. Foi um pedido do presidente Lula. Lula sempre foi um esportista. Essa é a grande janela que se abriu. Ele tem a experiência e ama o esporte", ressalta. Ana Moser participou ativamente do grupo de transição do governo Lula. Ela dirige, junto a outras pessoas, a organização "Atletas pelo Brasil", iniciativa que une atletas e ex-atletas que lutam por melhorias no esporte e avanço social.  

Desde 2001 ela chefia o Instituto Esporte e Educação, que já atendeu 6 milhões de crianças e jovens, além de capacitar mais de 50 mil professores. Sobre essa atividade, a ministra admitiu que precisou se licenciar do cargo. "Vamos buscar as parcerias para ampliar o acesso ao esporte em todo o país. Assumo essa missão para inverter a pirâmide e garantir o acesso a todos ao esporte, como está previsto na Constituição. Nossas propostas têm referências internacionais. Elas têm base e são prioridade na nossa pasta.

Vida e Carreira

Ana Moser é natural de Blumenau, Santa Catarina. Nasceu em agosto de 1968 e começou no vôlei aos sete anos de idade, passando pela seleção brasileira infanto-juvenil antes de brilhar na equipe principal. A primeira Olimpíadas veio em 1988, em Seul. Nos jogos seguintes, em Barcelona, foi novamente convocada, mas a consagração veio mesmo em Atlanta, 1996, com o bronze conquistado após vitória sobre a temida Rússia. 

Ministério do Esporte

Em 1995, o então presidente Fernando Henrique Cardoso criou o Ministério do Esporte e indicou Pelé para o cargo. Depois dele vieram outros nomes, entre eles Rafael Greca, Carlos Melles, Caio Cibella de Carvalho, Agnelo Queiroz, Orlando Silva, Aldo Rebelo, George Hilton, Ricardo Leyser, Leonardo Picciani e Leandro Cruz Fróes da Silva.

Mais Esportes
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES