Organizador explica boato sobre dano na Taça da Libertadores do Flamengo em visita ao Amapá

Segundo Kassyo Ramos, ‘jogador’ que fica em cima do troféu foi retirado por medida de segurança, mas foi colocado em seguida. 

Caio Maia
fonte

Um boato sobre um possível dano na Taça da Libertadores, conquistada pelo Flamengo em 2022, ganhou força nas redes sociais nesta quarta-feira (20), após uma exposição do troféu em Macapá (AP). No entanto, de acordo com Kassyo Santos, sócio-proprietário do Fla e responsável pela visita da taça ao Amapá, o maior objeto de desejo dos clubes da América do Sul continua intacto. De acordo com ele, foi realizada uma manobra de segurança para manter a integridade do troféu.

"Levamos o troféu para uma TV aqui no Amapá. Em seguida, fomos para um evento maior e, para preservar a estrutura do troféu, retiramos o jogador que ficava em cima da estrutura. Aquela parte é enroscada na taça e só tiramos momentaneamente, porque é uma estrutura sensível e poderia ser danificada no transporte", disse Kassyo.

VEJA MAIS

image Taça da Libertadores do Flamengo pode ter sido quebrada em visita a Macapá; veja
Os troféus do time, incluindo a taça da Copa do Brasil 2022, passaram o dia expostos a torcedores rubro-negros da cidade

image Com Palmeiras, Flamengo e Athletico-PR, cabeças de chave para Libertadores 2023 já estão definidos
A lista de ranking de clubes sul-americanos divulgado pela Conmebol define quais clubes irão ser cabeça de chave da Copa Libertadores 2023, com três clubes brasileiros, confira o ranking e quem serão os outros times

image Real Madrid parabeniza Flamengo por Libertadores e projeta final em mundial: 'Será uma honra'; veja
Carta aberta, assinada pelo presidente dos Merengues, foi entregue ao presidente Rubro-Negro, Rodolfo Landim; os dois times estão garantidos no Mundial de Clubes da Fifa, ainda sem data definida

De acordo com Kassyo, a taça que foi ao Amapá é a original, conquistada pelo Flamengo no Equador, neste ano. Por conta disso, uma série de cuidados especiais devem ser tomados com o troféu. Qualquer dano com o objeto deverá ser reparado e requer, segundo Kassyo, um ajuste especial.

"Depois da visita no Amapá, ela vai pro Rio, pra uma confraternização do Flamengo, e depois volta para a Conmebol. Por ser o troféu original, o Flamengo manda dois funcionários do museu com ela e só eles podem manusear a taça. Tiramos o boneco para proteger o troféu. Caso ele fosse quebrado, precisaria de uma solda especial, por se tratar de um objeto histórico", explicou.

Na orla de Macapá, ponto final de exposição do troféu, torcedores rubro-negro do Amapá não perderam a oportunidade de prestigiar o símbolo da campanha história do Fla. Na fila, torcedores de todas as idades foram prestigiar o momento, aguardando na fila para chegar perto e até tocar o objeto, mesmo com a ausência de parte da taça.

Futebol
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES