Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Em audiência de custódia, justiça determina a prisão de torcedor do Flamengo que assediou repórter

Torcedor do Flamengo tem prisão decretada após assédio a repórter no Maracanã

Luiz Guilherme Ramos

O torcedor que praticou o crime de assédio contra a repórter da ESPN Jéssica Dias, que trabalhava ao lado de fora do Maracanã antes da partida entre Flamengo e Vélez Sarsfield, teve a prisão preventiva decretada após audiência de custódia realizada ali mesmo, no Juizado Especial Criminal do Maracanã, e de lá encaminhado à 19ª DP, na Tijuca. 

Tabela de jogos e classificação

Quem proferiu a decisão foi o magistrado Antônio Aurélio, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos. A previsão é que hoje o torcedor, que não teve o nome identificado, será levado a uma audiência em alguma unidade da Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP). Caso a decisão seja mantida, ele pode ser encaminhado para um presídio. 

Jéssica participava de uma transmissão para falar do movimento pré-jogo, quando um torcedor, que estava posicionado atrás dela, aproveitou-se da concentração da repórter para beijá-la no rosto, sem autorização. A jornalista ficou visivelmente desconfortável e as imagens retornaram ao estúdio. 

SAIBA MAIS

Repórter é assediada por torcedor do Flamengo e homem é levado à delegacia; vídeo
Jessica Dias estava ao vivo quando o torcedor rubro-negro deu um beijo nela


Flamengo volta a vencer o Vélez e encara o Athletico-PR na final da Libertadores
A partida ocorreu na noite desta quarta-feira (7), no Estádio do Maracanã


 

A atitude do torcedor causou revolta nas redes sociais. Tanto o clube quanto a emissora repudiaram a ação invasiva .Advogados do clube inclusive acompanham o caso para dar suporte à repórter.  

"O Clube de Regatas do Flamengo repudia o assédio cometido por um torcedor rubro-negro com a jornalista da ESPN Jéssica Dias durante reportagem antes da partida desta noite. É lamentável que atos repugnantes como este, que não representam a Nação Rubro-Negra, ainda aconteçam".

Já a ESPN se manifestou da seguinte forma: 

"Nossa repórter Jéssica Dias foi hoje vítima de assédio na porta do Maracanã, onde trabalhava na cobertura de Flamengo x Velez. Atitudes como essa não cabem hoje no nosso planeta, seja em um jogo de futebol ou na casa de qualquer mulher. Nossa equipe que acompanhava a Jéssica conseguiu segurar o agressor e pediu à polícia que o encaminhasse para a delegacia do Maracanã. Jéssica, como toda mulher deve fazer, registrou boletim de ocorrência. A ESPN e a Disney repudiam qualquer tipo de agressão contra as mulheres. A empresa vai dar todo apoio a nossa repórter e esperamos que o agressor seja punido com todo o rigor que a lei permite"

Flamengo venceu o Vélez por 2 a 1 e avançou para a final da Libertadores. A decisão será no dia 29 de outubro, contra o Athletico-PR, em Guayaquil, no Equador.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES