Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Após meia do Remo, relembre mortes trágicas de jogadores de futebol no Pará

Diversas fatalidades já abalaram o futebol paraense, como o caso de Leandro Silva, jogador da base do Remo, que morreu nesta segunda-feira (4);

Gabriel Mansur

O futebol paraense já perdeu diversos jogadores de forma trágica. Na madrugada desta segunda-feira (4), outra fatalidade abalou o esporte regional. Leandro dos Reis Silva, de 19 anos, jogador da base do Remo, faleceu no Hospital Metropolitano após a moto em que estava colidir com um veículo. Além de Leandro, outros jogadores também tiveram mortes que surpreenderam os paraenses. Relembra alguns casos de acidentes fatais com jogadores do Pará.

VEJA MAIS

Ex-zagueiro do Remo é encontrado morto em hotel no Rio de Janeiro
De acordo com a polícia carioca, um inquérito foi aberto para apurar o caso.

Musa de torcida do Cruzeiro é assassinada a tiros por ex-namorado
Torcedora da Raposa foi vítima de uma emboscada criada pelo ex-namorado, que se matou após o crime

Bruno Leonardo Virgínio da Silva (Bruninho)

Bruninho subiu para o profissional em 2016 e foi uma das apostas do então técnico bicolor Dado Cavalcanti (Divulgação/Paysandu)

O ex-Paysandu atuava pelo Crato, do Ceará, e estava de férias em Belém, quando foi assassinado a tiros na porta de casa, no bairro do Curió-Utinga, em outubro de 2021. “Bruninho Metralha”, como era conhecido, jogou pelo Papão no ano de 2017 e teve passagens por outros clubes do Norte e Nordeste, além de atuar no futebol pelada. 

Bruno estava em casa, quando ouviu seu nome sendo chamado no portão. Ao chegar na porta, dois homens encapuzados desceram do carro e lhe atiraram diversas vezes. Ele foi socorrido e chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu.

Tawhan Damasceno

Tawhan, ex-jogador do Tapajós, assassinado no Barreiro (Divulgação Tapajós)

Tawhan era um jovem atleta, de 18 anos, e atuava pelo Tapajós, quando foi assassinado por um sem-teto de rua com uma facada no pescoço. O crime ocorreu em abril de 2022, enquanto o jogador andava de bicicleta. Uma pessoa em situação de rua tentou assaltar o atleta, e após ser reconhecido por Tawhan, desferiu o golpe fatal. O crime ocorreu no bairro de Barreiro, em Belém. 

Maykon Douglas Santos Souza

Outra vítima de acidente de automóveis, Maykon jogou pelo Águia de Marabá, mas trabalhava na época de sua morte como motoboy. O seu acidente causou revolta, pois o motorista que atropelou “Mayquinho”, como era conhecido, fugiu sem prestar socorro. O jogador estava trabalhando quando o acidente aconteceu. Ele teve traumatismo craniano e morreu após uma parada cardiorrespiratória. 

Lucas Gomes

Lucas Gomes, atleta bragantino que morreu no acidente de avião da Chapecoense (Reprodução/Terceiro Tempo)

O atleta de Bragança estava na delegação da Chapecoense que foi vítima do trágico acidente de avião, em novembro de 2016. Lucas teve passagens por diversos clubes paraenses, entre eles a Tuna Luso e o São Raimundo, além de ter vestido a camisa do Fluminense

A aeronave da equipe catarinense caiu após descolamento para a Colômbia, para disputar a final da Copa Sul-Americana de futebol contra o Atlético Nacional. Lucas tinha 26 anos na época do acidente.

Adrian Smithi Novoa Bezerra

Ex-jogador do Castanhal, que faleceu após acidente de moto (Reprodução/Blog do Teófilo)

O jogador foi vítima de um acidente fatal após colidir com outra moto na rodovia Transcastanhal, em outubro de 2015. O atleta foi jogador do Castanhal e tinha apenas 26 anos na época da fatalidade. Os condutores de ambas as motos faleceram no local, sendo eles Adrian e Silas da Silva Silva (22). 

Ele estava sozinho na moto e colidiu com Silas que transportava outros dois passageiros, todos sem capacete, segundo informações do delegado do caso. Silas também tinha atuado pelo clube castanhalense pelas categorias de base. 

Aru:

Aru, ex-atacante do Gavião Kyikatejê, faleceu após acidente com um caminhão (Reprodução/Globo Esporte)

O ex-atacante paraense fez parte do primeiro time indigena brasileiro a fazer parte da elite dos campeonatos estaduais, o Gavião Kyikatejê. Na primeira partida oficial do clube pelo paraense, em 2014, contra o Paysandu, Aru marcou o gol do Kyikatejê na derrota para o clube da capital por 2 a 1.

O atacante se envolveu em uma acidente na BR-222, quando o veículo em que estava se chocou contra um caminhão. Segundo informações, ele viajava de Marabá para Bom Jesus do Tocantins, onde disputaria os jogos indígenas. O motorista do caminhão envolvido no acidente fugiu sem prestar socorro.

Gil Cametá:

Gil Cametá, ex-Remo, morto em acidente de moto (Reprodução/Remo100)

Ex-Remo, Gil Cametá tinha apenas 28 anos quando faleceu, após grave acidente de moto na BR-422, na saída do município de Cametá. A moto em que estava que colidiu com outra motocicleta, que andava com três pessoas. O caso aconteceu em abril de 2015, e Gil disputava o paraense pelo Cametá. 

 

(Estagiário Gabriel Mansur, sob supervisão do editor executivo de OLiberal.com, Carlos Fellip)

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES