Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Aos 69 anos, morre em Uberlândia ex-jogador de Remo e Paysandu; veja

Wilfredo Junior vestiu as camisas de Remo e Paysandu, durante a década de 70. Ele lutava contra um câncer

Luiz Guilherme Ramos

Morreu em Uberlândia (MG), no último dia 18, o ex-jogador de Clube do Remo e Paysandu, Wilfredo Junior. Atuando como meia-direita, o ex-atleta teve grande sucesso no futebol paraense, foi campeão paraense e artilheiro no ano de 1977. Wilfredo lutava contra um câncer e deixa dois filhos. 

VEJA MAIS

Remo e Paysandu podem receber mais de R$ 1 milhão de patrocínio; Tuna e Castanhal serão contemplados
Patrocínio aos clubes é referente às disputas dos Brasileirões Séries C e D, com Tuna e Castanhal recebendo em torno de R$ 300 mil

Técnico com passagens na dupla Re-Pa é anunciado como comandante de clube da Série B
Roberto Fernandes foi anunciado neste domingo (17) como novo contratado do Náutico. Esta será a oitava passagem do treinador pelo Timbu.

Volante ex-Paysandu e Remo é contratado pelo Santos-AP e terá como técnico Hadballa
O paraense Djalma vai defender o Santos-AP no Campeonato Amapaense 2022

Wilfredo foi contemporâneo de atletas consagrados na história do futebol paraense, além de ter sido Campeão Paraense em 1977 e artilheiro do certame, com 10 gols. De acordo com o ex-companheiro de time, Wilfredo foi um jogador diferenciado, com muita qualidade técnica e força de vontade. 

"Fiquei estarrecido quando soube. Jogamos juntos por dois anos. Era versátil, técnico. Um negócio que realmente nos deixa tristes. Temos um grupo e lamentamos muito a perda do amigo. Estávamos sempre em contato, conversando. Das últimas vezes que nos falamos ele estava muito bem", lembra Mesquia, que dividiu o meio-campo azulino com Wilfrerdo por duas temporadas. 

Time do Remo, Campeão Paraense de 1977, o qual Wilfredo fez parte. (Divulgação)

Wilfredo nasceu em Uberlândia e começou no futebol no início da década de 70. Teve passagens pelo América-MG, Rio Negro-AM, Grêmio Maringá-PR, Remo, Paysandu, Ferroviária-SP, Uberlândia-MG, Galícia-BA, Desportivas Ferroviária-ES e Rio Verde-GO, onde encerrou a carreira. 

Outro ex-companheiro de time, o meia Aderson, também lamentou a morte do amigo. "Jogamos no Remo em 77. Ele foi um jogador campeão em 77 e depois foi para o Paysandu. Era um companheiro da gente, que se foi de uma maneira bem rápida, uma perda inestimável para o futebol", encerra. 

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES