Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Governo avalia plano de racionamento de Diesel após alerta da Petrobras

Com a alta demanda internacional, Brasil pode enfrentar desabastecimento do produto

O Liberal

Com a alta demanda de Diesel no mercado internacional, o combustível atingiu o maior valor da série histórica, iniciada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em 2004. Mas as preocupações vão além dos preços. O Brasil corre risco de sofrer desabastecimento do Produto. O alerta foi dado pela Petrobras, que sugeriu um plano de racionamento emergencial do combustível. As informações são do Portal Metrópoles.

VEJA MAIS

Desabastecimento do diesel: risco pode afetar preços no Pará
Como o Estado depende do modal rodoviário, vários setores podem sofrer altas

'A gente lamenta o preço do diesel altíssimo', afirma Bolsonaro em crítica à Petrobras
Ele reclamou que a estatal busca o lucro máximo

Após o alerta, o Governo Federal avalia a elaboração do plano. A área técnica do Governo deve se debruçar sobre o assunto nas próximas semanas, para tentar buscar alternativa para o problema.

Uma das opções levantadas é a de que sejam listados “serviços essenciais” em um eventual racionamento, estabelecendo algumas prioridades para receber o diesel, como ambulâncias e transporte de grãos.

Alerta

O Brasil é considerado estruturalmente “deficitário” em óleo diesel. No ano passado, por exemplo, quase 30% da demanda total do país veio de fora.

Em comunicado enviado ao Planalto, a Petrobras alerta que o mercado global de óleo diesel poderá ficar ainda mais pressionado nos próximos meses, em razão de fatores como o aumento sazonal da demanda mundial no segundo semestre; menor disponibilidade de exportações russas pelo prolongamento de sanções econômicas ao país; e eventuais indisponibilidades de refinarias nos Estados Unidos e no Caribe, com a temporada de furacões de junho a novembro. 

O consumo de diesel costuma ser mais alto no segundo semestre em razão das sazonalidades das atividades agrícola e industrial.

Fontes do Governo afirmam que o Ministério de Minas e Energia já trabalha com a expectativa de que o consumo do combustível neste ano supere a quantidade consumida em 2021.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA