Safadão alega ser vítima de golpe de R$ 37 milhões pelo 'Sheik dos Bitcoins'; entenda

O cantor fez investimentos na empresa do homem conhecido como Sheik dos Bitcoins e não recebeu retorno

Painah silva

Wesley Safadão está envolvido em uma briga na Justiça com o Sheik dos Bitcoins, ou Francisley Valdevino da Silva. O forrozeiro afirma ser vítima de um golpe do suposto empresário e diz que recebeu uma aeronave de R$ 37 milhões como garantia pelo investimento na empresa de Fracisley.

VEJA MAIS

Influenciador ‘trolla’ passageiros com anúncio de que Wesley Safadão estava no voo; cantor responde
Lucas Monteiro usou uma caixa de som para reproduzir áudio fingindo ser o comandante da aeronave e avisou aos passageiros sobre a “ilustre visita” do cantor

'Sheik dos Bitcoins' diz que tentou acordo com Sasha e João e que problemas foram 'erros de gestão'
Francis da Silva está sendo processado pelo casal por danos morais e materiais após investimento de R$1,2 milhão sem retorno; o empresário também rompeu sociedade com o pastor Silas Malafaia

Sasha Meneghel e marido caem em golpe e perdem R$ 1,2 milhão para o 'Sheik dos Bitcoins'
O golpe teria sido aplicado por Francisley Valdevino da Silva, conhecido como 'Sheik dos Bitcoins'; o homem havia prometido um retorno de 8,5% ao mês. O casal conheceu o homem em um culto evangélico

Segundo a Polícia Federal (PF), o Sheik é um líder de um esquema que arrecadou cerca de R$ 4 bilhões no país, através de fraudes com criptomoedas.

De acordo com o portal G1, alguns lugares ligados ao golpista foram alvo de uma operação da PF, que contou com o envolvimento da Interpol. Foi descoberto que Francisley atuava no Brasil e em outros países.

Nos locais investigados, os policiais encontraram barras de ouro e artigos de luxo, como carros e jóias. Após o golpe, segundo o site, as vítimas buscaram a Justiça para bloquear os bens de Francisley. Entre eles, está a aeronave, operada por Wesley Safadão.

O que diz a defesa de Safadão

Os advogados do nordestino afirmam que ele fez investimentos com o golpista e, sem receber o pagamento devido, foi dado a ele o avião como garantia. Na Agência Nacional de Aviação (Anac), o avião está em nome da empresa de Francisley, ITX ADMINISTRADORA DE BENS LTDA, mas apresenta como operadora a empresa do cantor de forró.

Ainda segundo a defesa do artista, ele tentou fazer a transferência da aeronave para o seu nome na Anac, mas o processo não teria sido concluído.

Por meio do Poder Judiciário, o cantor conseguiu evitar a apreensão do avião, porém de forma prévia.

(*Estagiária Painah Silva, sob supervisão do Coordenador de Conteúdo de Cultura, Abílio Dantas)

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA