Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Espetáculo 'As Seis Rainhas - Um Musical Histórico' apresenta segunda temporada em Belém

Com elenco e equipe composto em sua maioria por mulheres, o musical aposta no empoderamento

Thainá Dias

O resgaste histórico de grandes mulheres e o empoderamento feminino são as principais mensagens a serem passadas pelo espetáculo musical “As Seis Rainhas - Um Musical Histórico”, que será realizado nos dias 22 e 23 de Julho, às 19h30, no Teatro Waldemar Henrique, localizado na praça da República, em Belém. A peça é resultado de uma prática de montagem e inspirada em livros, documentários e outras produções que trazem a história das seis ex-esposas do Rei Henrique VIII, considerado o pior monarca da Inglaterra.

Com realização da SWAM Studios, o espetáculo tem uma hora e cinquenta minutos de números musicais cheios de energia, sensibilidade e comicidade, revelando como era ser esposa e mulher e ter que vivenciar violência de gênero, feminicídio, silenciamento e apagamento, assuntos ainda atuais. Segundo a diretora coreográfica, Victória Aben-Athar, “as coreografias levaram em torno de quatorze meses para serem concluídas, cada dança tem um estilo muito próprio, inspirado nas divas pops. O público pode esperar referencias de mulheres incríveis da atualidade e é uma grande catarse feminina, recuperar os holofotes que sempre foram nossos por direito. É uma releitura da história. É um espetáculo muito sensível, que dá vontade de vibrar junto, que mistura momentos cômicos e emocionantes”, explicou.

VEJA MAIS 

Liga do Teatro realiza oficina de 'Heartstopper'; história em quadrinhos foi adaptada e virou sucesso na Netflix
A obra reúne temas como a descoberta do amor, sexualidade e gênero, bullying, ao final da oficina, será montado um espetáculo

Espetáculo 'Geni de todas as almas' inspirado na canção de Chico Buarque é apresentado no Teatro da Paz
'Joga pedra na Geni' a canção tem um dos refrões mais fortes e clássicos da MPB, diz o diretor Tiago de Pinho, que assina a dramaturgia inédita e também a direção teatral

Ananindeua terá seu primeiro centro cultural com cine teatro
Após anos de luta e reivindicação da classe artística de Ananindeua, a Prefeitura Municipal anunciou a criação de um centro cultural

Victória destacou ainda que a dança é inerente ao ser humano. “A dança é muito mais do que uma comunicação poética com o outro, ela é comunicação consigo mesmo. Por meio dela, você pode compreender-se e se colocar no mundo. O maior poder da dança é te devolver pra você mesmo, por isso é urgente dançar”, concluiu.

Para as diretoras musicais e versionistas Lidia e Giovanna Marçal, o espetáculo tem dois momentos: a concepção das versões brasileiras das músicas e dar voz a essas versões, dirigi-las musicalmente. "Como versionista o processo foi bem longo, mas extremamente satisfatório. Pela primeira vez eu divido esse cargo com os meus sócios
dentro de um campo que não costumava explorar em nossas produções. Já como direção musical foi diferente de tudo o que já fizemos para o teatro musical. Termos somente seis meninas no palco criando harmonias vocais voltadas para a música pop e trazendo uma energia totalmente diversa. Acredito que as pessoas podem esperar um musical com muita história mesclada ao som de músicas que trazem aquela energia do mundo pop e suas divas", destacou.

Giovanna completou ainda que todo o trabalho resultou em um espetáculo lindo. “Estamos ansiosas para compartilhar com o público, risos e uma porção de outras emoções. Além de ser um orgulho e tanto trabalhar com tantas mulheres incríveis e fortes em opiniões, ideias. Todas muito diferentes, mas que compartilham desse mesmo amor pela arte e vontade de contar essa história sob a nossa perspectiva", concluiu a diretora.

O espetáculo traz a direção teatral de Bárbara Gibson, direção musical e versão brasileira das músicas de Lidia Marçal e Giovanna Marçal, direção coreográfica de Victória Aben-Athar. Produção executiva de Emanuele Corrêa e Yuri Wariss. Assistente coreográfica, Caila Manza e Pit Singer, Lívia Mesquita. Conta com um elenco de oito atrizes com a estratégia de alternantes, ou seja, duas atrizes representam a mesma Rainha, em sessões diferentes: Catarina de Aragão (Helena Bastos), Ana Bolena (Jully Lima e Carol Maia), Jane Seymour (Lohane Takeda e Sofia Sinimbu), Ana de Cleves (Rayane Trindade e Lohane Takeda), Catarina Howard (Izabella Pantoja ) e Catarina Parr (Yasmim Miranda).

 

Agende-se

Espetáculo “As Seis Rainhas – Um musical histórico”

Data: 22/07 e 23/07, sexta e sábado.

Hora: 19h30

Local: Teatro Waldemar Henrique (Praça da República)

Ingresso: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia)

Disponíveis na bilheteria do Teatro ou no site https://www.sympla.com.br/evento/as-seis-rainhas-um-musical-historico/1619330

Para mais informações: @swamstudios

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA