17º Festival Se Rasgum tem programação com qualificação do cenário musical

O Music On The Table (MOTT) contempla artistas, produtores, técnicos de som, diretores de festivais, jornalistas e estudantes.

Bruna Dias

A partir de hoje (05), às ações de responsabilidade socioambiental do Festival Se Rasgum, edição 17, começam a ocorrer. Na programação, oficinas, palestras e ações efetivas serão contempladas até os shows, que serão nos dias 11 e 12 de novembro.

Samantha Chaar, diretora do Composta Belém, ministrou a oficina: “Como incluir a sustentabilidade na nossa rotina dentro de casa”.

Este ano, o Se Rasgum se uniu a uma rede de parceiras e parceiros atuantes, como Composta Belém, que fará a gestão de resíduos do evento, cooperativas como ARAL e COCAVIP, ONGs como Mandii, Jandyras, empresas como Geo Hostel e projetos de peso, como Amazônia de Pé.

A intenção é que essas ações atinjam um público alvo cada vez maior.

Através do Music On The Table (MOTT), uma série de ações formativas para qualificar artistas, produtores, técnicos de som, diretores de festivais, jornalistas e estudantes. As discussões acontecerão na Ná Figueiredo, Palacete Faciola e no Canto Coworking. Tudo de graça.

Na terça-feira (08), na Ná Figueredo, das 19 às 21 horas, o MOTT abre os trabalhos focando no artista. O compositor, produtor artístico e musical Barral Lima, CEO do grupo UN Music, será o ministrante do workshop “Gestão de carreiras 360º na música”, pensado para auxiliar o artista na necessidade cada vez mais crescente de conhecer mais do caminho que o leva até o palco, como venda de shows, relação com empresários, atuação em redes sociais e mais.

VEJA MAIS

Se Rasgum realiza workshop gratuito para artistas e profissionais da indústria musical
Music On The Table (Mott)', que acontece entre os dias 8 e 11 de novembro no Palacete Faciola, Na Figueredo e Canto Coworking, com entrada gratuita

Exclusivo! Confira as atrações do 17º Festival Se Rasgum, que traz como tema a 'Amazônia Viva'
O festival ocorre entre 9 a 12 de novembro com dois dias de programação gratuita

No dia seguinte, o Palacete Faciola recebe a mesa-redonda “Turnê internacional. Quais os caminhos abertos para a América Latina, Europa e Estados Unidos?”. Com mediação de Marcelo Damaso, programador do Festival Se Rasgum, a mesa terá o empresário suíço André Bourgeois (Urban Jungle - Céu/Boogarins/Otto), Thiago Piccoli (Noize Media) e Ícaro Lima (Xaninho Discos). Na pauta, os debatedores vão detalhar como conseguir carimbar o passaporte e levar sua arte para além das fronteiras.

No mesmo local, pouco depois, o papo vai para outro eixo da indústria: o da comunicação. Fabiana Batistela, diretora da Semana Internacional de Música de São Paulo (SIM São Paulo) será a mediadora da mesa redonda “Podcasts, conteúdos para redes sociais, transmissões ao vivo: para onde está indo o jornalismo musical?”, que terá a participação de Ricardo Schott  (Pop Fantasma), Laura Capanema (Deezer), Edvaldo Souza (produtor cultural) e Clemente Magalhães (Corredor 5).

Nos dias seguintes, terão o workshop “Ação-Musical-dramatúrgica”; a mesa “Perspectivas, conquistas e mudanças no mercado musical no Brasil nos últimos anos”; a mesa “Festivais independentes x festivais de agência. Para onde vão os artistas?”; Rodada de Negócios; a mesa “O Futuro dos Festivais e a Sustentabilidade. Como a música e outras linguagens artísticas e culturais podem contribuir com as questões ambientais na Amazônia?”.

Acompanhe a programação completa no @serasgum.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA