Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Santo Antônio: Casa de acolhimento de idosos de Belém promove arraial no último dia de festividade

Mais de 60 idosos participaram do momento, que contou com a animação do Pinduca

Camila Azevedo

Voluntários embarcam em missão humanitária para Melgaço

O último dia da Trezena de Santo Antônio, festividade alusiva ao dia do Santo Casamenteiro, foi nesta segunda-feira (13). A Associação da Pia União do Pão de Santo Antônio iniciou as comemorações da data com uma missa celebrada por Dom Alberto Taveira, arcebispo de Belém e seguiu com um arraial para os idosos que residem no local, contando com a participação do cantor regional Pinduca para animar a ocasião. 

VEJA MAIS

Dia de Santo Antônio: conheça a história do frade que virou Santo Casamenteiro
Santo Antônio é um dos três santos mais celebrados no mês de junho

Santo casamenteiro: confira a programação de Santo Antônio em Belém
Agenda conta com a tradicional bênção para os namorados

Dia dos Namorados: casais recebem bênção especial em celebrações a Santo Antônio
Paróquias de Belém e região metropolitana seguem com homenagens ao santo até amanhã (13)

A programação na Casa começou no dia 31 de maio com uma celebração dedicada a Nossa Senhora. Além de homenagear o santo, a festa é uma forma de promover alegria e devoção aos mais de 60 idosos que são acolhidos. Maria do Socorro Morgado, presidente da instituição, explica que a integração entre os moradores é importante para o bem estar deles. “Aqui eles têm alimentação completa, atividades, atendimentos médicos, missas, novenas, todos os cuidados. É uma rotina de vida muito boa”, relata.

“Esta casa começou há 92 anos atrás, através de uma senhora que fez a promessa a Santo Antônio. Ela conseguiu e fundou a associação. Desde então, ela vem crescendo e acolhendo idosos. Foi em intenção a Santo Antônio, uma graça alcançada”, explica a presidente.

Maria do Socorro é presidente de instituição que acolhe mais de 60 idosos (Ivan Duarte / O Liberal)

O dia de comemoração contou com a presença do artista paraense Pinduca. Quem aproveitou o momento foi Pedro Santos, de 78 anos, morador da Casa desde 2019. Ele conta que a festividade é boa para desestressar e necessária para os idosos. “Aqui temos várias festas, é tudo sempre legal. Um outro mundo, a vida aqui é de paz, de orações. Eu estou muito feliz”, conta. 

Pedro Santos é morador há três anos da Casa de acolhimento e comemora dia do padroeiro (Ivan Duarte / O Liberal)
Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM