Ponte do Outeiro será liberada para tráfego de ônibus urbanos nesta segunda-feira (26)

Anúncio foi feito, nesta manhã, pelo governador Helder Barbalho. Liberação vai ocorrer a partir das 13 horas

O Liberal
fonte

O governador Helder Barbalho informou que, após teste de carga e avaliação técnica, a ponte de Outeiro será liberada para o tráfego de ônibus urbanos, a partir das 13 horas desta segunda-feira (26). O anúncio foi feito em uma rede social do governador. “Vamos continuar trabalhando para entregar à população uma ponte moderna e segura”, afirmou.

A decisão foi tomada na manhã desta segunda-feira durante reunião no Centro Integrado de Comando e Controle, que envolveu os órgãos de fiscalização e da segurança pública do Estado.
A liberação é válida somente para a passagem de ônibus das linhas urbanas em razão do controle do peso dos veículos em relação ao número de passageiros, neste caso, 83 pessoas (40 sentados e 43 em pé).
Segundo o titular da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), Adler Silveira, as operações de trânsito na ponte continuarão pelo sistema de "pare-siga”, com apoio das forças de trânsito do Estado. "É mais uma etapa importante da liberação da ponte do Outeiro. É o Governo do Estado trabalhando para entregar, o mais breve possível, a população da capital paraense uma ponte moderna e segura”, disse.

LEIA TAMBÉM:

image Vistoria e laudo apontarão causas e danos em ponte do Outeiro
Acidente com balsa que transportava madeira atingiu pilares da ponte na manhã desta segunda-feira (17)

image Tráfego de embarcações está interrompido debaixo da ponte do Outeiro
Outras rotas deverão ser acessadas para chegar a determinados pontos via rio Maguary

image Ponte do Outeiro será liberada para tráfego de ônibus urbanos nesta segunda-feira (26)
Anúncio foi feito, nesta manhã, pelo governador Helder Barbalho. Liberação vai ocorrer a partir das 13 horas

A ponte está em obra de reconstrução desde o final de janeiro deste ano

A ponte está em obra de reconstrução desde o final de janeiro deste ano, quando houve a ruína de um dos apoios laterais do vão de navegação, destruído após choque com uma embarcação. A ruína do apoio desestabilizou a estrutura que precisou de imediatos reforços das vigas longarinas e o reforço do apoio 3, onde está sendo construído o mastro da nova ponte estaiada que sustentará o tabuleiro original da ponte.

De acordo com a área técnica da Setran, a liberação será possível com a finalização da viga travessa que incorporou o apoio original ao apoio destruído, garantindo a estabilidade da ponte. Além disso, no último mês de agosto, foi concluído o reforço da ponte por meio de protensão externa com cem metros de cabos de aço.

O trabalho de reconstrução da ponte do Outeiro entrou na etapa de “obras aéreas”, na qual a construção dos pilares demanda operações sobre o tabuleiro, transportando peças e concreto para a finalização do mastro com 50m de altura. A construção do mastro central é realizada com o método de forma deslizante, onde o mastro é construído de forma contínua e ininterrupta, na taxa dez centímetros a cada hora.

image A decisão foi tomada na manhã desta segunda-feira durante reunião no Centro Integrado de Comando e Controle, que envolveu os órgãos de fiscalização e da segurança pública do Estado (Divulgação/Governo do Estado)

Após a finalização do mastro, prevista para o mês de outubro, poderá ser liberado tráfego para caminhão

Na última sexta-feira (23), a altura dos pilares avançava. O pilar montante estava com mais de 14 metros e o jusante com mais de 18 metros, portanto, nessa situação da obra, o trânsito de pedestres sobre a ponte precisa ser reduzido e com maior segurança, neste caso, feito pelos ônibus da região.

Na sequência de construção, após a finalização do mastro, prevista para o mês de outubro, poderá ser liberado tráfego para caminhão, com a instalação dos primeiros cabos estais da ponte. Mas também diante do sistema de “pare-siga” em razão dos riscos das operações combinadas construção-uso da ponte.

Com o objetivo de mitigar o risco de acidentes com os usuários a Setran finalizou a construção da “cobertura temporária no entorno do mastro”, o que possibilita o trânsito de veículo leves, ônibus, ciclistas e pedestres com melhor segurança.

As obras em andamento nessas próximas etapas em conjunto com a construção do mastro são: instalação das caixas de suporte das ancoragens dos cabos estais, onde serão ancorados 20 cabos-estais de sustentação do tabuleiro central da ponte, que terá um formato inovador, com 10 cabos do lado montante e 10 cabos do lado jusante, semelhante da ponte União (rio Moju) da Alça Viária; instalação da travessa de travamento dos pilares do mastro em estrutura de aço, em treliças; instalação dos novos aparelhos de apoio e das novas juntas de dilatação do tabuleiro da ponte.

Essas obras deverão ser finalizadas até final de novembro, com a pintura e reconstrução do guarda-corpo, ciclofaixas, entre outros. A nova ponte do Outeiro, depois de pronta, terá 2 vãos de navegação de 80 e 100 metros de largura, que permitirão a navegação em dois sentidos para reduzir o risco de impactos nos apoios de sustentação da estrutura.

Estão sendo instalados, ainda, dispositivos de mitigação de danos de impacto no apoio 5 que impedirão o desabamento imediato dos tramos concorrentes diante de impactos de grande intensidade no apoio, introduzindo na estrutura de apoios da ponte equipamentos modernos que aumentarão a robustez da estrutura.

 

Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM