O Liberal 76 anos: Sair nas páginas do jornal é forma de divulgar demandas históricas da sociedade

“É muito gratificante saber que o jornalismo está dando esse espaço aos povos indígenas”, diz a indígena e antropóloga Luana Kumaruara

Dilson Pimentel
fonte

Sair nas páginas de O Liberal é, também, uma forma de tornar pública uma demanda de determinados segmentos da sociedade, muitas vezes dando visibilidade a problemas que, durante muito tempo, não foram devidamente abordados.

No dia 9 de agosto deste ano foi celebrado o Dia Internacional dos Povos Indígenas, data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1995, como resultado da atuação de representantes de povos indígenas de diversos locais do mundo.

E a indígena e antropóloga Luana Kumaruara, pertencente ao povo Kumaruara, do Tapajós, deu entrevista sobre o tema. “É muito gratificante contribuir para as matérias e, sobretudo, saber que hoje a mídia, o jornalismo, está dando esse espaço aos povos indígenas”, disse.

“Por muito tempo, nós fomos invisibilizados. Sofremos do racismo estrutural, institucional, que negava e omitia informações que de fato aconteciam nos territórios indígenas e aos povos indígenas: a violação de direito, as violências, os conflitos", disse.

"E, hoje, vejo de suma importância o espaço jornalístico. Hoje temos muita mídia alternativa, até mesmo pelos próprios indígenas, como Mídia Índia”. Ela afirmou que, por muito tempo, a mídia “foi racista e opressora''. Então, vejo como muito importante a nossa voz ecoar através das mídias, através do jornalismo sério”, afirmou.

LEIA TAMBÉM:

image ANJ parabeniza O Liberal pelo aniversário de 76 anos
O jornal O Liberal faz aniversário nesta terça-feira (15) e a ANJ reforça o papel social do jornalismo de qualidade no Brasil

image Dia Internacional dos Povos Indígenas: data marca a resistência e luta por direitos
Data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1995, como resultado da atuação de representantes de povos indígenas de diversos locais do mundo

image O professor José Emílio Almeida já apareceu nas páginas de O Liberal abordando assuntos diversos. Há poucos dias, ele foi entrevistado para falar sobre a importância da campanha do Novembro Azul”, que é o mês dedicado ao combate ao câncer de próstata, que, no Brasil, mata um homem a cada 40 minutos, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca) (Thiago Gomes/O Liberal)

"O Liberal tem sido o nosso aliado na repercussão das nossas demandas", diz professor

O professor José Emílio Almeida, de 59 anos, já apareceu nas páginas de O Liberal abordando assuntos diversos. Há poucos dias, ele foi entrevistado para falar sobre a importância da campanha do Novembro Azul”, que é o mês dedicado ao combate ao câncer de próstata, que, no Brasil, mata um homem a cada 40 minutos, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

O jornal O Liberal tem sido o nosso aliado na repercussão das nossas demandas. Recentemente, tive a oportunidade de contribuir com um depoimento pessoal a respeito do enfrentamento à doença que eu tratei logo no início, evitando um câncer de próstata. E a edição de domingo publicou matéria com um especialista, tendo o meu depoimento pessoal como alguém que precisou tratar dessa doença”, afirmou.

O professor Emílio disse que o jornal também é um canal para tratar de outros assuntos e que também são importantes para a sociedade. “O jornal também tem sido nosso aliado em várias demandas, como, por exemplo, nas denúncias no que diz respeito ao poder público, aos governos estadual, municipal e federal, nas áreas da saúde e educação”, afirmou.

Emílio também já foi entrevistado por O Liberal na condição de presidente da Associação dos Concursados do Pará (Asconpa), em que falou sobre as demandas desta categoria. “O jornal já se tornou tradição na informação e na repercussão da informação e na comunicação nacional”, acrescentou. Assim que as matérias são publicadas, Emílio as publica em suas redes sociais para que, assim, o assunto tenha ainda mais visibilidade e alcance um maior número de pessoas.

 

 

Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM