Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Morre padre Igino Sala, que atuou quase 40 anos na Arquidiocese de Belém

O falecimento, confirmado pela própria Arquidiocese de Belém, ocorreu nesta quarta-feira (08), na Itália. A causa da morte não foi informada

O Liberal

A Arquidiocese de Belém comunicou nesta quarta-feira (8) o falecimento do Padre Igino Sala, que tinha 88 anos de vida e quase 40 anos de atuação nessa circunscrição eclesiástica. Padre Igino era vigário paroquial da Paróquia São João Paulo II e morreu nesta quarta-feira, na Itália, onde estava morando desde o ano passado. A causa da morte não foi informada.

VEJA MAIS

Padre Francisco Sadeck, diretor da Escola Salesiana do Trabalho, morre de covid-19
Religioso estava intubado e teve o quadro de saúde agravado

Morre padre Bruno Sechi, fundador do Movimento de Emaús, aos 80 anos
Religioso teve um mal súbito na tarde desta sexta-feira (29) e não resistiu

Morre o padre Mário Pozzoli, fundador do grupo Mojuvena
O velório do religioso está sendo realizado na Basílica Santuário

"Devido à idade e saúde, em 2021, o padre retornou para a Itália para ficar mais próximo da família, residindo na Parma Casa Mãe dos Missionários Xaverianos, da Congregação", explicou um trecho da nota da Arquidiocese de Belém. 

O velório e sepultamento serão na cidade Natal dele, em Albegno, na Itália. "Pedimos a todos, orações em sufrágio de sua alma. Rogamos a Deus que traga conforto aos familiares, amigos, neste momento de dor e tristeza", destacou a nota.

Missão como sacerdote

Padre Igino nasceu em 14 de fevereiro de 1934 em Albegno, uma aldeia do município de Treviolo – província de Bérgamo – Itália. Foi ordenado no dia 15 de dezembro de 1961. Padre Xaveriano da Congregação Pia Sociedade São Francisco Xavier para as Missões Estrangeiras.

Na Arquidiocese de Belém atuou quase 40 anos, nas paróquias de São Domingo de Gusmão (1986 a 1992), São Francisco Xavier (1994 a 2011), Santo Antônio de Pádua (2011 a 2014) e São João Paulo II desde fevereiro de 2014.

História 

Igino entrou no Instituto de Pedrengo (Bérgamo) em 1947. Fez o noviciado em San Pietro in Vincoli (1953) onde fez a primeira profissão religiosa e missionária em 12 setembro de 1954. De 1954 a 1957, frequentou os estudos em Desio.

Em 1957, foi enviado para a Casa Apostólica de Vicenza como Prefeito. Prosseguiu a formação teológica em Parma, onde fez a Profissão Perpétua (05/11/1959) e recebeu a ordenação sacerdotal em 15 outubro de 1961.

Imediatamente após sua ordenação, foi enviado para trabalhar na Casa Apostólica de Udine Itália, como Diretor Espiritual. Em 1970 foi destinado para a Amazônia brasileira: primeiro para Belém (PA) para estudar a língua, e depois para Acará (PA) como vigário e coordenador do Movimento Juvenil. Em 1975 esteve em Roma para o curso de Teologia Pastoral na Universidade Urbaniana.

Em 1976, foi enviado para a Espanha, para a Casa Apostólica de Guernica. Depois de estudar a língua, trabalhou na formação e promoção vocacional (1976-1977). Em 1978, esteve em Pamplona, ​​ao serviço da formação. Em 1979, foi novamente enviado para o Norte do Brasil onde permaneceu até 2020.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM