MP investiga gesto nazista durante ato em Santa Catarina

Confederação Israelita do Brasil condenou atitude

O Liberal

Manifestantes que fizeram saudação nazista durante ato em São Miguel do Oeste, em Santa Catarina, serão investigados pelo Ministério Público. Os integrantes do ato que fizeram o gesto serão identificados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), órgão especializado da Promotoria. As informações são da Agência Estado.

O ato, organizado para manifestar inconformismo com o resultado das eleições e com a derrota do presidente Jair Bolsonaro (PL), aconteceu nesta quarta-feira (2), em frente à base do Exército na cidade do Oeste catarinense. Durante a execução do hino nacional, manifestantes vestidos de verde e amarelo estenderam os braços para frente, em um gesto semelhante ao "sieg heil" - "viva à vitória", em alemão – semelhante ao usado pelo partido nazista alemão nos anos 30.

VEJA MAIS 

Alemão de 101 anos é condenado por crimes nazistas
Josef Schütz é a pessoa mais idosa a ser julgada por mortes no Holocausto

Professora que fez gesto nazista em escola é demitida; vídeo
No vídeo é possível ver alunos sentados e um dos estudantes aparece em pé e tenta se aproxima da mesa da professora, depois se afasta do local e a docente faz o gesto

Nazismo: veja 8 filmes que abordam o movimento criminoso iniciado por Hitler
Saiba o que é a apologia ao nazismo e entenda o regime em sete filmes

Apologia ao nazismo é crime, e pode resultar em penas de dois a cinco anos de prisão.

"Uma vez identificadas [as pessoas], será produzido um relatório e as informações encaminhadas pra 2ª Promotoria de Justiça da Comarca, que possui atribuição criminal, para responsabilização dos envolvidos", esclarece a Coordenadora do Gaeco de São Miguel do Oeste, Promotora de Justiça Marcela de Jesus Boldori Fernandes.

Confederação Israelita do Brasil diz que imagens são "repugnantes"

Em nota, a Confederação Israelita do Brasil afirma que as imagens dos manifestantes fazendo saudações nazistas "são repugnantes e precisam ser investigadas e condenadas com veemência pelas autoridades e pela sociedade como um todo". "O nazismo prega e pratica a morte e a destruição. A sociedade brasileira não pode tolerar posturas como essa".

"Fazer esse gesto vestindo camisa da seleção brasileira é também uma ofensa às nossas Forças Armadas, que lutaram bravamente contra as forças nazistas na Europa durante a Segunda Guerra Mundial", afirma.

Palavras-chave

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA