Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mais um oligarca russo morre em circunstâncias suspeitas; Ravil Maganov caiu da janela de hospital

Aos 67 anos, ele tinha sido hospitalizado devido a um ataque cardíaco e tomava antidepressivo, segundo uma fonte

O Liberal

O presidente da empresa petrolífera Lukoil, Ravil Maganov, morreu nesta quinta-feira (1º) após cair de uma janela do Hospital Clínico Central de Moscou, capital da Rússia, onde estava internado, informaram as agências Interfax e TASS. Com mais este caso, chega a sete o número de oligarcas russos, sobretudo da indústria de petróleo e gás, que morreram recentemente em circunstâncias duvidosas, classificadas pelas autoridades como suicídio, de acordo com uma contabilização recente da Deutsche Welle. As informações são do portal Sic Noticias, de Portugal.

Após a invasão à Ucrâna, no mês de março, Maganov não expressou apoio à decisão do Kremlin, ao contrário de outras empresas públicas e privadas russas. Ele deu a entender a sua desaprovação, lamentado "os trágicos acontecimentos na Ucrânia", em comunicado do conselho de administração da petrolífera aos acionistas.

VEJA MAIS

Mais um oligarca russo é encontrado morto sob circunstâncias suspeitas
Yuri Voronov é o sexto empresário ligado à Gazprom, empresa estatal que atua na área de energia e gás natural, encontrado morto

Mais um bilionário russo morre de forma suspeita; veneno de sapo é apontado como causa
Com isso, chega a oito o número de oligarcas ligados à Rússia que morreram de forma terrível e misteriosa

Mistério: sete milionários ligados à Rússia morreram neste ano sob circunstâncias terríveis
Várias especulações foram geradas após a mortes, inclusive envolvendo o suposto envolvimento do Kremlin. Em alguns casos, as famílias também foram mortas

Citando fontes policiais, a agência TASS informou que o incidente desta quinta foi considerado "morte por suicídio" e ocorreu às 7 horas locais.

O presidente da Lukoil trabalhou desde 1993 na petrolífera em cargos executivos, tendo sido o primeiro vice-presidente executivo. Em 2020, foi nomeado pelo conselho de administração da Lukoil presidente da empresa, para o lugar de Valeri Greifer, que faleceu em abril daquele ano.

Veja outros casos de oligarcas russos que faleceram este ano e as autoridades classificaram como suicídio

  • Sergei Protosenya: foi encontrado enforcado na sua residência, juntamente com a mulher esfaqueada, no dia 19 de abril, em Lloret de Mar (Espanha).
  • Vladislav Avayev: foi encontrado morto no seu apartamento de luxo em Moscovo, juntamente com a sua esposa e filha de 13 anos.
  • Leonid Schulman: no final de janeiro, um mês antes de as tropas russas invadirem a Ucrânia, o executivo de topo da Gazprom, também morreu em circunstâncias classificadas como suicídio.
  • Vasily Melnikov: no dia 24 de março, foi encontrado morto ao lado da esposa, Galina, e dos dois filhos menores, no seu apartamento na cidade russa de Ninzhni Novgorod. Ele era executivo da gigante empresa de equipamentos médicos MedStom.
  • Mikhail Watford: Também em março, o magnata do petróleo e gás nascido na Ucrânia foi encontrado morto na garagem da sua propriedade rural em Surrey, no sul da Inglaterra.
  • Andrei Krukovsky: Foi encontrado morto após uma queda de um penhasco, de acordo com o jornal russo Kommersant. Ele era diretor da estância de ski Krasnaya Polyana, localizada perto de Sochi e frequentada pelo presidente Vladimir Putin e seus convidados, segundo a imprensa local.
Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA