Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Deputado Éder Mauro defende fuzilamento de professora por imagem utilizada em prova

Na CDH da Câmara, o parlamentar defendeu adoção de método de execução contra docente

O Liberal

O deputado federal Éder Mauro (PL-PA) defendeu, nesta quarta-feira (1), colocar no “paredão de fuzilamento” uma professora que utilizou montagem de Jesus Cristo na questão de uma prova. A declaração foi feita na Comissão de Direitos Humanos da Câmara. A polêmica foi levantada pelo ator Mário Gomes, pai de um dos alunos da docente, que entendeu a utilização da imagem na prova como um ato de intolerância religiosa. O artista ainda comunicou ter registrado um boletim de ocorrência sobre o caso.

Éder Mauro defendeu, como punição à professora, penalizá-la com o método de execução utilizado em tempos de guerra. “Deveria ter sido colocada num tribunal, num paredão, para que ela não levasse esse seu entendimento para nossa juventude, que está em formação de caráter”, discursou.

VEJA MAIS

Ator denuncia professora por intolerância religiosa após uso de meme de Jesus Cristo em prova
Mário Gomes acredita que a professora publicou a questão intencionalmente para afrontar o seu filho por ser católico praticante

Deputado Éder Mauro chama Lula de cachaceiro: 'Dei aula e p*rra não é palavrão'
O presidente da mesa, o deputado Kim Kataguiri (União Brasil-SP), pediu que as "palavras de baixo calão" fossem tiradas das notas taquigráficas

Éder Mauro ‘comemora’ abertura de processo no Conselho de Ética da Câmara: ‘caminho certo'
Ele vai responder a ação movida pelo partidos PSOL e PT

Conselho de ética da Câmara dos Deputados abre processo contra Éder Mauro e outros 6 parlamentares
Além do deputado paraense, vão responder aos processos Bia Kicis (PL-DF), Carla Zambelli (PL-SP), Eduardo Bolsonaro (PL-SP), Wilson Santiago (Republicanos-SP) e Soraya Manato (PTB-ES)

“Jumenta, imponderada e comunista” foram ainda algumas das ofensas direcionadas pelo deputado paraense à profissional da Educação. Apesar das manifestações de Éder Mauro e do ator, o comando da questão da prova elaborada pela professora deixa explícito que a imagem de Jesus Cristo utilizada é um "meme" criado a partir da obra "Cristo Crucificado", do pintor espanhol Diego Velásquez.

"Considerando o meme, identifique pelo menos um dos três tipos puros de dominação conceitualizados por Weber. Justifique-se, sempre em termos weberianos”, diz o enunciado da questão.

Éder Mauro protocola notícia-crime contra Lula
O parlamentar aponta o envolvimento ex-presidente com o esquema ilegal comandado por Hugo Chaves e Nicolás Maduro

Ainda assim, Éder Mauro afirmou que a professora "envergonha a classe de professores, querendo comparar Jesus Cristo com bandido". Isso é uma vergonha com professores. Esta cidadã, se assim se pode chamar, nunca deveria comparar… Que ela compare bandido com aqueles mais de 20 mortos no Rio de Janeiro”, disse também o deputado do PL, referindo-se à operação policial na Vila Cruzeiro, que resultou em 23 mortos.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA