Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Tripulantes do barco Bom Jesus são localizados com vida após 17 dias de buscas

Embarcação sofreu uma pane e ficou sem comunicação, na divisa dos estados do Pará e Amapá

Andria Almeida

Após 17 dias sem notícias, os seis tripulantes da embarcação "Bom Jesus" foram encontrados com vida em uma ilha na divisa dos estados do Pará e Amapá. A informação inicial é de que os tripulantes ficaram ilhados após uma pane na embarcação, que resultou em um incêndio. Todo enredo desse resgate parece história de ficção, os desaparecidos haviam enviado uma mensagem de pedido socorro por meio de uma garrafa, que foi jogada no rio e posteriormente encontrada por pescadores; o ato foi decisivo para o desfecho da história.

VEJA MAIS

Barco Bom Jesus desaparece após sair de Santarém com destino a Ilha do Marajó De acordo com os familiares, a embarcação saiu de Santarém no dia 24 de março com destino a Chaves. A principal pergunta feita pela polícia é se o Barco Bom Jesus sumiu. Um inquérito policial foi aberto para investigar o caso.

Paradeiro do barco 'Bom Jesus' segue sendo um mistério De acordo com os familiares da tripulação, a embarcação saiu de Santarém no dia 24 de março com destino a Chaves para entrega de uma carga não informada.

O bilhete que está datado para o dia 9 de abril informava que a tripulação havia sofrido um acidente e pedia socorro.

“Socorro, socorro! Precisamos de ajuda, nosso barco pegou fogo. Estamos há 13 dias na Ilha das Flexas sem comida.  Avise nossa família”, diz o bilhete, que finaliza com os contatos de telefones dos familiares dos 6 tripulantes.

O envio de mensagem por garrafa é uma prática secular em áreas fluviais, e que funcionou perfeitamente para que o grupo fosse encontrado. A equipe da Marinha do Brasil usou um Helicóptero para localizar os 6 Tripulantes, todos estavam debilitados e com vida.

Bilhete enviado no dia 9 de abril ajudou no resgate das vítimas (Divulgação/Marinha do Brasil)

Segundo a Polícia civil de Santarém, a tripulação foi levada para o Distrito Naval da Marinha em Belém. Em publicação no Twitter a Marinha do Brasil confirmou o resgate dos desaparecidos.

“Hoje (13), uma aeronave Super Cougar, da Marinha, resgatou com vida, na Ilha das Flechas-PA, 6 pessoas da embarcação “Bom Jesus” que estavam desaparecidas. Há pelo menos 10 dias, seus familiares não recebiam notícias”, publicou.

Os tripulantes que estavam desaparecidos foram identificados como: Antônio Oliveira, maquinista mecânico; Leilane Carla Ferreira, cozinheira; Cristiano de Azevedo, marinheiro; Joelson da Silva, responsável pela carga; Valdeney Dolzanes, policial militar da reserva que fazia a escolta da carga e Jeferson Marques dos santos, maquinista, conhecido como ‘negão’.

Relembre o caso

A embarcação saiu no dia 24 de março de Santarém, no oeste do estado, com destino ao município de Chaves, na ilha do Marajó. O último contato da tripulação com os familiares foi no dia 27 de março, a viagem tinha previsão para durar apenas 10 dias.

Um navio da Marinha foi enviado na tarde da última terça-feira (12) pela Capitania dos Portos do Amapá para tentar localizar a embarcação. As buscas iniciaram a partir do município de Santana do Amapá. Uma operação de resgate e salvamento foi montada para retirar os tripulantes e trazê-los para Belém

O caso foi registrado pelas famílias das vítimas na manhã desta terça-feira (12), na 16ª Seccional da Polícia Civil de Santarém.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA