logo jornal amazonia

Prefeito de Oriximiná é levado à delegacia por posse ilegal de arma e resistência à ação do MP

Em nota, a Prefeitura de Oriximiná repudiou a ação realizada pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) e intitulou a ação como “pirotécnica e desnecessária”

O Liberal
fonte

O prefeito de Oriximiná, município na região oeste do Pará, José Willian Siqueira da Fonseca, conhecido como delegado Fonseca, foi alvo de uma operação nesta terça-feira (29) realizada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO), com apoio do Grupo de Atuação Especial de Inteligência e Segurança Institucional (GSI). Mandados de busca e apreensão foram cumpridos contra o delegado Fonseca na residência onde mora. Em nota, a Prefeitura de Oriximiná repudiou realizada pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) e intitulou a ação como “pirotécnica e desnecessária”.

VEJA MAIS

image Sessão na Câmara de Oriximiná termina com agressão do prefeito da cidade contra jornalista
Vídeos flagraram atos de violência. Vítima registrou um boletim de ocorrência contra o gestor municipal.

image 'Foi uma cassação política', afirma prefeito do município de Oriximiná
Willian Fonseca (PRTB) foi afastado pela terceira vez após suspensão de liminar pelo TJ-PA nesta terça-feira (21).

image Em nova decisão do TJ-PA, Willian Fonseca deixa pela terceira vez cargo de prefeito de Oriximiná
Uma liminar publicada no último sábado (18) havia determinado a reintegração do prefeito cassado ao cargo.

De acordo com informações divulgadas pelo MPPA, assim que as equipes cumpriram o mandado no imóvel do delegado Fonseca, ele mostrou resistência e deu três tiros num aparelho celular da própria propriedade, destruindo o equipamento que interessa no trabalho da GAECO. Além disso, o prefeito teria ameaçado de morte um integrante do grupo que cumpria o mandado judicial

Na casa de José Willian, foram encontradas cinco armas de fogo, sendo que duas delas eram de uso da Polícia Civil do Pará (PCPA), ouras duas regulares do imóvel dele e uma carabina ilegal. 

Ele foi conduzido à delegacia, onde presta depoimento pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo, disparo ilegal de arma de fogo, ameaça de morte, desobediência e resistência, além de destruição de provas.

Posicionamento da Prefeitura de Oriximiná

No início da noite desta terça-feira (29), a Prefeitura de Oriximiná se posicionou sobre o caso. Além de condenar a ação do MPPA, informou que outro alvo dos mandados de busca e apreensão foi um dos assessores do prefeito – que não teve o nome revelado. 

Segundo a prefeitura, a medida foi gerada “por uma confusão no aeroporto municipal e pela colisão de dois automóveis, quando da última visita do Governador do Estado, Helder Barbalho, ao município”.

A Prefeitura de Oriximiná afirmou que o repudio segue, nesta e qualquer outra ação, que “busque apenas denegrir a imagem de autoridades com fins politiqueiros e partidários”. 

Confira a nota na íntegra:

"A prefeitura de Oriximiná, através de seu gestor, Delegado Fonseca, e todo o seu secretariado, vem, categoricamente, repudiar a ação pirotécnica e desnecessária capitaneada  pelo MP( Ministério Público), hoje, na casa do prefeito e de um dos seus assessores, quando  realizou buscas e apreensões dos aparelhos telefônicos dos citados. 

A medida foi gerada por uma confusão no aeroporto municipal e pela colisão de dois automóveis, quando da última visita do Governador do Estado, Helder Barbalho, ao município.

Lamentavelmente a ação parece ter visado a exposição negativa do Prefeito Delegado Fonseca, que luta - com aprovo de 80% da população - pelo progresso e desenvolvimento de Oriximiná.

É intrigante notar a cidade entregue a crimes, roubos e assaltos diuturnamente, enquanto os aparelhos de segurança pública são usados apenas para fins politiqueiros e de perseguição.

Nosso repúdio se estende a esta e a qualquer ação futura, que busque apenas denegrir a imagem de autoridades com fins politiqueiros e partidários".

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA