Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Polícia conclui inquérito e não tem dúvidas sobre participação de PM na morte do ex-jogador Bruninho,​ afirma​ delegado

Principal suspeito de cometer o homicídio, Denis da Silva Miranda está preso à disposição da Justiça

O Liberal

A Polícia Civil concluiu o inquérito que investiga o homicídio do ex-jogador Bruninho e, segundo o delegado Cláudio Galeno, diretor da Divisão de Homicídios, não restam dúvidas sobre a participação do soldado da Polícia Militar Denis da Silva Miranda no crime. O militar foi preso na manhã desta quarta-feira, 25, após se entregar à polícia, e encaminhado a uma unidade prisional, onde está à disposição da Justiça. Ao ser interrogado, Denis, que estava acompanhado de advogado, permaneceu em silêncio. Para o delegado do caso, ele disse que se manifestará em outra oportunidade.

VEJA MAIS

'Só vamos ficar satisfeitos quando ele for condenado', dizem familiares de ex-jogador sobre suspeito O militar Denis da Silva Miranda se apresentou acompanhado de um advogado e recebeu voz de prisão, na manhã desta quinta-feira (25), na Divisão de Homicídios da Polícia Civil

PM suspeito de matar ex-jogador do Paysandu se entrega à polícia As diligências na tentativa de prendê-lo não tiveram sucesso, mas o investigado acabou se apresentando na delegacia na companhia de um advogado

Paysandu e Bragantino lamentam a morte do jogador Bruninho Jogador foi assassinado próximo de sua casa, no bairro do Curió Utinga, em Belém

VÍDEOS: confira gols do jogador Bruninho, que foi assassinado em Belém Bruninho jogava futebol e também futsal

Cláudio Galeno explica que as investigações da Polícia Civil já foram concluídas. Sendo assim, os próximos passos desse caso, agora, são de responsabilidade do Ministério Público, que poderá oferecer a denúncia contra o militar. Uma vez oferecida a denúncia, “inicia-se um processo criminal, em que ele terá a oportunidade de angariar provas a seu favor. Em contrapartida, o Ministério Público angaria provas para condená-lo”, ​fala​ Galeno.

“O nosso trabalho é justamente fomentar provas suficientes para que o promotor e o juiz possam, dentro da oportunidade que cabe a cada um, fazer o seu papel de denunciar e o outro ​condenar​. Para nós, não há qualquer tipo de dúvida em relação à participação​​ do Denis Miranda como autor do homicídio”, ​conclui o delegado.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Militar do Pará para apurar informações sobre o futuro do militar dentro da corporação e aguarda um retorno.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA