Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mulher em situação de rua é morta a tiros perto de canal do Barreiro, em Belém

O crime ocorreu na tarde desta sexta-feira (05)

O Liberal

Renata Amaral Pereira, conhecida como Renatinha, de 32 anos, foi assassinada a tiros de arma de fogo, na tarde desta sexta-feira (05), por volta das 14h, na Rua Nova, entre Passagem Marabá e Rua do Fio, perto do canal São Joaquim, no bairro do Barreiro, em Belém. Ela vivia em situação de rua e ainda não há detalhes sobre a autoria do crime.

VEJA MAIS

Corpo de homem não identificado é encontrado com sinais de baleamento em Tucumã
O corpo foi encontrado na manhã da última quarta-feira (3), em uma vicinal após o setor Maracanã, no município do sudeste paraense

Rainha do carnaval morre após companheiro jogar gasolina em seu corpo e atear fogo
Yuliana Cortez tinha apenas 22 anos e faleceu na última terça-feira (2), em decorrência dos ferimentos

Oriximiná: corpo de homem de 51 anos é encontrado nas águas do rio Trombetas
A vítima estava desaparecida desde a terça-feira (2) e só foi encontrada na manhã de quarta-feira (3). A canoa em que ele estava teria naufragado

Segundo policiais militares do 1º BPM, o homicídio foi praticado por dois homens em uma motocicleta. Eles atiraram na vítima. Não se sabe ainda a quantidade de disparos. Ela morreu na hora. Ainda segundo a PM, Renata vivia em situação de rua e praticava pequenos furtos. Também era usuária de drogas. É desconhecida a motivação do homicídio.

Moradores contaram aos policiais militares ter ouvido pelo menos cinco disparos de arma de fogo. Renata foi alvejada duas vezes na cabeça e, também, no braço. As informações iniciais indicam que ela também recebeu golpes de pau. Primeiros a chegar na cena do crime, os policiais do 1º BPM, batalhão responsável pelo policiamento ostensivo naquela área, informaram que ela foi baleada por dois homens em uma motocicleta.

Morte atraiu muitas crianças para a cena do crime

A morte de Renata atraiu muitos moradores para a cena do crime, isolada pela Polícia Militar. Havia muitas crianças acompanhando o trabalho dos policiais civis da Divisão de Homicídios, do 1º BPM e da Polícia Científica do Pará. As crianças conversavam e brincavam umas com as outras, num forte indicativo de estarem habituadas a esse tipo de violência. Após o trabalho dos peritos, o corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico Legal, onde será feito um exame detalhado de quantas balas atingiram o corpo de Renata.

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso é investigado pela Seccional Urbana de Sacramenta. De acordo com informações preliminares, “ocupantes de uma moto teriam efetuado disparos de arma de fogo contra a vítima, que veio a óbito ainda no local”. Ainda segundo a Polícia Civil, diligências estão sendo realizadas para coletar maiores informações e identificar os envolvidos no crime. Informações que auxiliem nas investigações podem ser repassadas via Disque-Denúncia, número 181. O sigilo é garantido.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA