Mulher é golpeada e morta pelo marido na frente do filho em Ananindeua

A motivação do feminicídio ainda é desconhecida, mas amigas da vítima contaram que o relacionamento estava em crise.

Byanka Arruda

Uma mulher identificada como Josiane da Rocha Silva, de 38 anos, foi assassinada a facadas pelo próprio companheiro no começo da tarde desta segunda-feira, 6, no bairro do Maguari, em Ananindeua, município da região metropolitana de Belém. A vítima, que era supervisora de um loja de telefonia em um shopping center, foi morta dentro do banheiro de casa, situada em um conjunto residencial localizado na rua Itabira, a poucos metros da avenida Cláudio Sanders, conhecida como estrada do Maguari.

O acusado é o próprio marido identificado como Ocimar de Oliveira Gomes, de 50 anos. Ele foi preso em flagrante e levado para a Seccional Urbana de Ananindeua. No momento da prisão, dezenas de moradores do condomínio manifestaram repúdio ao crime e pediram justiça para o feminicida. "Monstro", "assassino", "covarde" foram algumas das mensagens direcionadas ao acusado durante a prisão.

A motivação do feminicídio ainda é desconhecida, mas amigas da vítima contaram que o relacionamento entre Josiane e Ocimar estava em crise e que a vítima possivelmente teria pedido a separação. Nenhum vizinho ouviu discussões vindas do apartamento de Josiane antes do crime. Ela estaria tomado banho quando foi golpeada pelo marido,por volta de 12h40. O feminícidio teria ocorrido inclusive na frente do filho do casal, um menino de 4 anos. A criança, assustada, saiu correndo e gritando pelo condomínio pedindo ajuda dos vizinhos.

A criança foi amparada pelos moradores e o acusado foi preso ainda pelos próprios vizinhos que o impediram de escapar antes da chegada da polícia.

No residencial, o clima era de muita tristeza e revolta. Josiane já foi encontrada pelos vizinhos sem vida. Perto do corpo dela, também foi encontrada a faca utilizada no crime.

O caso será investigado pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil.
 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA