Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Motociclista morre ao colidir com poste na avenida Bernardo Sayão, em Belém

O vigilante Bruno Rafael Cunha da Silva, de 32 anos, não resistiu ao impacto da colisão

O Liberal

Um motociclista não resistiu ao colidir com um poste na avenida Bernardo Sayão com a travessa Quintino Bocaiúva, no bairro do Jurunas, em Belém. O acidente ocorreu na manhã deste domingo (11), por volta das 7h30. A vítima foi identificada como Bruno Rafael Cunha da Silva, de 32 anos. O rapaz trabalhava como vigilante e voltava do serviço quando tudo aconteceu.

No local do acidente, em frente a um porto que faz travessias entre Belém e Arapari, equipes do 20º Batalhão da Polícia Militar (PM) realizaram o isolamento da área e o controle de curiosos que se aproximavam para olhar a cena, enquanto agentes da Polícia Científica do Pará (PCP) faziam a perícia. As esquipes chegaram ao local por volta das 9h.

A esposa e a cunhada de Bruno, que preferiram não se identificar, foram as primeiras a chegarem no local do acidente para realizar o reconhecimento da vítima. Muito abalada, a esposa do vigilante precisou ser levada para uma área dentro do porto em frente ao local do acidente para ser tranquilizada.

Outros dois familiares chegaram em seguida e também entraram no local para consolar a viúva. Segundo a irmã de Bruno, que preferiu não dizer o nome, ele era vigilante e estava voltando do trabalho para casa quando tudo aconteceu. Bruno deixa a esposa e uma filha de seis anos de idade.

VEJA MAIS

Mototaxista é encontrado morto com golpes de arma branca em terreno de clube no Coqueiro
Jonas Rafael Lopes da Costa, de 22 anos, foi encontrado com muitas perfurações em várias partes do corpo. Ainda não há informações sobre a autoria do crime

Homem é morto a tiros em tentativa de assalto no centro de Belém
Dois homens em uma moto tentaram roubar o cordão do responsável de uma obra de demolição, na avenida Gentil Bittencourt, em São Brás. Uma pessoa foi ferida por bala perdida.

Homem morto a tiros havia postado vídeo sobre aproveitar a vida um dia antes; assista
A vítima de uma tentativa de assalto fez uma publicação nas redes sociais falando sobre a importância de aproveitar cada momento da vida

Um mototaxista que roda pela área e não revelou o nome contou o que aconteceu quando viu a moto batida e o corpo de Bruno caídos junto ao poste: "Os moradores aqui chamaram logo a ambulância, mas a gente acha que ele já tinha morrido, porque do jeito que ele caiu, ele ficou. Ele estava sem capacete e bateu sozinho. Ninguém bateu ele", relata.

De acordo com as apurações preliminares da perícia, Bruno pode ter morrido instantaneamente ao ter batido a cabeça no poste, justamente por causa da falta do equipamento de segurança, indispensável para motociclistas - o capacete:

"Pudemos entender que ele veio no sentido da pista e colidiu com o poste. Foi uma colisão frontal, tanto que os danos na motocicleta são principalmente na frente e a parte do corpo dele mais machucada é a cabeça. Não existe sinal de que houve impacto com outro veículo que estivesse envolvido por acaso. Não há sinal de frenagem, então ele realmente colidiu direto com o poste. Não há sinais de que ele tenha tentado desviar ou freiar", comenta a perita que fez o registro do corpo no local.

Outro mototaxista da área comentou que chegou a ver Bruno vindo em alta velocidade e, depois, só ouviu um som alto, que ele confundiu momentaneamente com um disparo de arma de fogo, porém, em seguida, constatou ter sido o som do acidente. Não há indícios, inicialmente, de que Bruno estivesse sob efeito de álcool ou outra substância. De acordo com a Polícia Científica, hipótese como essa só poderá ser confirmada ou descartada após exames.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA