Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Massacre em presídio de Altamira é o maior do ano em um único presídio no Brasil

Maior número de mortos havia sido em Manaus, em maio, quando 55 foram mortos em dois dias em quatro casas penais diferentes

O massacre no Centro de Recuperação Regional de Altamira (CRRAlt), onde a Susipe confirmou a morte de 52 internos, já é o maior número de mortos em apenas um único episódio registrado em 2019 em todo Brasil.

Leia mais

Conflito entre duas facções motivou massacre em Altamira; entenda

Susipe nega veracidade de vídeo onde PCC ameaça matar rivais em Parauapebas

Presídios paraenses estão à mercê de organizações criminosas, admite Susipe

Operação da Susipe quer chegar a 7 mil internos em presídios do Pará

 

O maior número de mortos até então tinha sido registrado em Manaus, com a morte de 55 presos dentro de unidades prisionais nos dias 25 e 26 de maio. Foram 15 assassinados na manhã de domingo (25) no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), e outros 40 foram registrados em outras três unidades prisionais na segunda-feira (26). O massacre expôs a disputa de poder dentro da principal facção da Região Norte, segundo promotores que investigam e investigaram sua atuação.


Contudo, no caso em Altamira, foram 52 mortos em apenas algumas horas, todos dentro do mesmo presídio. Se esses números permanecerem os mesmos, o massacre do CRRAlt já pode ser considerado o maior de 2019 em uma casa penal e um dos maiores na história do sistema penitenciário brasileiro. 

Segundo o secretário Extraordinário de Estado para Assuntos Penitenciários da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) Jarbas Vasconcelos, os membros da Facção Comando Classe A (CCA) romperam o isolamento do pavilhão onde eram mantidos para chegar ao pavilhão dos integrantes do Comando Vermelho, que as duas facções ficam separadas no presídio. "Foi um ataque rápido e dirigido, com a finalidade de eliminar os rivais", disse o secretário Jarbas Vasconcelos. Como os presos eram mantidos em estruturas construídas com contêiners, o incêndio começado pelos internos se alastrou e matou os rivais rapidamente, a maioria, por asfixia.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA