Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Susipe nega veracidade de vídeo onde PCC ameaça matar rivais em Parauapebas

Ameaças supostamente seriam feitas contra membros do Comando Vermelho: assista

Redação integrada de O Liberal

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) e a Polícia Civil ainda não confirmam a vericidade do vídeo que passou a circular esta manhã (3), nas redes sociais, e também entre moradores de Parauapebas, no Sudeste do Pará. No vídeo, homens encapuzados, supostamente ligados à facção criminosa do Primeiro Comando da Capital (PCC), ameaçam matar membros de facção rival, o Comando Vermelho, no município. Assista:

 

O município de Parauapebas fica a 720 quilômetros de Belém. Contactada pela reportagem, a Polícia Civil do Pará, por sua vez, adiantou que "não se sabe se a ameaça procede", e diz que o caso "será apurado".  A redação integrada de O Liberal aguarda mais informações da Susipe e também da Polícia Civil do Pará. 

ARMAS EM PUNHO

O vídeo com ameaças viralizou nas redes sociais esta manhã. Nele, um homem com o rosto encoberto anuncia a chegada do Primeiro Comando da Capital a Parauapebas. "Nossa luta é contra a opressão, e esses do Comando Vermelho vão morrer se nós 'pegá' na pista. 'Vamo matá'. É tudo nosso. 'Nós mata'. Corre mesmo que o Primeiro Comando da Capital chegou", diz o homem encapuzado no vídeo.

Na gravação, há pelo menos duas pessoas encapuzadas e armadas com dois revólveres - e vozes de mulheres também são ouvidas. O principal autor da mensagem porta um revólver prateado e aperta o gatilho várias vezes durante as ameaças. A arma está com o tambor descarregado.

Com revólveres em punho, armados citam chegada do PCC a Parauapebas (via redes sociais)

APURAÇÃO       

Sobre a suposta ação dos encapuzados, possivelmente ligados à facção criminosa do Primeiro Comando da Capital (PCC), e também sobre as supostas ameaças de assassinato de membros da facção rival, o Comando Vermelho, a redação integrada de O Liberal pediu formalmente respostas sobre a ocorrência e possíveis providências a serem tomadas pela Susipe frente e essa situação - uma vez que, se for verdadeira, a ameaça pode impactar também unidades prisionais paraenses, a exemplo da chacina ocorrida no último dia 26 de maio, em Manaus (AM), onde 55 presos foram mortos em disputas entre facções criminosas que atuam dentro do Complexo Penitenciário Anísio Jobim.

"De acordo com a direção da unidade [em Parauapebas], essas informações não procedem e este vídeo não foi feito dentro do sistema carcerário de Parauapebas", disse a Susipe em nota. 

A Polícia Civil ainda não publicou nota se pronunciando sobre o caso.

Acompanhe mais informações em instantes.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA