logo jornal amazonia

Jovem que matou soldado do Exército no Pará é preso em Mato Grosso

O crime ocorreu no ano de 2022, em Marabá

O Liberal
fonte

Um homem de 26 anos, que não teve identidade divulgada, foi preso na última sexta-feira (25), na cidade de Rondonópolis, no estado do Mato Grosso. O suspeito de assassinar a tiros o soldado do Exército Brasileiro Jonathan Rodrigues da Silva Félix, durante um roubo, estava há mais de dois anos foragido. O crime ocorreu no ano de 2022, em Marabá, no sudeste paraense.

VEJA MAIS

image Soldado do Exército é preso em Belém suspeito de envolvimento na morte de companheiro ex-militar
O caso aconteceu no dia 13 de dezembro do ano passado, no bairro da Pedreira

image Soldado do Exército é preso em flagrante por violência doméstica em Belém
Vítima procurou a polícia após ter sido agredida fisicamente pelo companheiro

image Militar do Exército desaparecido em praia de Marabá é encontrado morto
Maickson Henrique da Silva Moura Fé estava desaparecido desde sábado (16), após banho na prainha de São Félix

Os policiais civis da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa, com apoio do Núcleo de Inteligência (NI), da Delegacia Regional de Rondonópolis, identificaram o suspeito escondido em uma residência no bairro Rosa Bororó. O endereço onde o suspeito foi encontrado já vinha sendo monitorado.

Segundo a polícia, a equipe de investigadores passou três dias em campana no local. O jovem foi abordado no momento em que saía do imóvel. Em cumprimento ao mandado de prisão temporária, o preso foi conduzido até a delegacia para as providências cabíveis, sendo posteriormente apresentado e colocado à disposição do Poder Judiciário.

image Tenente do Exército mata marido e simula assalto
A princípio, a mulher alegou que houve uma tentativa de roubo e que não tinha arma

A reportagem de O Liberal entrou em contato com a Polícia Civil do Pará na tentativa de obter mais detalhes sobre o processo de transferência do suspeito para o Estado.

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA