Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Idosa é encontrada morta às margens do rio Tapajós, em Itaituba

O caso será investigado, para que a Polícia Civil possa esclarecer as circunstâncias da morte de Maria Elita Aires, mais conhecida como “Bete”

O Liberal

​A idosa Maria Elita Aires, mais conhecida como “Bete”, foi encontrada morta no início da tarde deste sábado (2), às margens do rio Tapajós, em Itaituba, no sudoeste paraense. As informações são do site Plantão 24h.

VEJA MAIS

Adolescente encontrada morta em Marabá foi assassinada com tiro na cabeça, diz Polícia Civil Vítima estava desaparecida desde o dia 20 de março. O corpo dela foi encontrado em avançado estado de decomposição

Criança morta por espancamento é esquartejada e o corpo escondido em mala A vítima foi morta pela própria tia e pelo companheiro dela, que também costumavam agredi-la na ausência dos pais

Homem é morto a tiros e criminosos deixam bilhete inusitado Segundo a Polícia Militar, testemunhas informaram que o homem foi arrastado com as mãos amarradas e jogado no igarapé

Um morador das proximidades da comunidade Vila Nova informou à Polícia Militar que pescava no rio, quando se deparou com o corpo boiando. Com a ajuda de outros ribeirinhos, ele conseguiu puxar e amarrar o corpo até a chegada dos bombeiros.

Os profissionais retiraram o cadáver de dentro d’água e acionaram a Polícia Científica do Pará, responsável pela remoção do corpo ao Instituto Médico Legal, onde é realizado o exame de necropsia.

Populares relataram que “Bete” era conhecida por ser uma pessoa muito católica e frequentar eventos religiosos na cidade. Ainda segundo as informações repassadas pela população, a idosa teria sofrido um princípio de infarto dias antes. Ela foi levada para o Hospital Municipal de Itaituba, recebeu atendimento e foi liberada. Na noite desta sexta-feira (1), “Bete” ainda foi vista andando na orla da cidade e catando latinha.

O caso será investigado, para que a Polícia Civil possa esclarecer as circunstâncias da morte da idosa.

 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA