logo jornal amazonia

Homem é preso suspeito de estuprar criança de 9 anos no Marajó

Suspeito já era investigado por estupro de outra vítima, há cerca de cinco anos

O Liberal
fonte

Um homem, que não teve a identidade divulgada, foi preso na última terça-feira, 3, por equipes da Delegacia Especializada no Atendimento a Criança e ao Adolescente (DEACA), suspeito de praticar estupro de vulnerável contra uma criança de 9 anos. O mandado de prisão preventiva foi cumprido no município de Breves, na Ilha de Marajó. As informações são de Debate Carajás.

O mandado expedido pela justiça se refere ao crime de estupro de vulnerável ocorrido, em duas ocasiões no ano de 2022, contra uma criança de nove anos. O suspeito já havia sido investigado pelo mesmo crime com outra vítima, há cerca de cinco anos atrás. O trabalho investigativo contou com a participação de equipes do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), de Breves.

VEJA MAIS

image Envolvido em assalto à loja de celulares é preso; crime culminou na morte de empresário de Castanhal
Wagner Martins de Lima foi preso pela Polícia Civil por envolvimento no assalto a uma loja de celulares localizada no centro de Castanhal. O crime aconteceu em dezembro do ano passado e resultou na morte do dono da loja, Ycaro Lucas Araújo Vila Nova

image Polícia prende 266 pessoas durante a operação 'Festas Seguras' no Pará, diz Segup
Segundo balanço parcial, quase 38 mil abordagens foram feitas desde o dia 2 de dezembro

image Belenense e namorado dados como desaparecidos estão presos no Líbano, revela polícia
Não há informações sobre o motivo da prisão, que ocorreu em 19 de dezembro passado

Após o cumprimento do mandado de prisão, o suspeito foi encaminhado à unidade policial para o cumprimento dos procedimentos cabíveis e se encontra à disposição da Justiça (PCPA).

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA