logo jornal amazonia

Belenense e namorado dados como desaparecidos estão presos no Líbano, revela polícia

Não há informações sobre o motivo da prisão, que ocorreu em 19 de dezembro passado

O Liberal
fonte

​A jovem Juliana Nunes do Nascimento, de 31 anos, natural de Belém do Pará, e o namorado dela identificado como Igor Antônio dos Santos Cabral, de 26 anos, estão detidos desde o dia 19 de dezembro passado, em Beirute, no Líbano, segundo a polícia. Não há informações sobre o motivo da prisão. Também não se tem detalhes sobre a transferência dos dois ao Brasil.

O casal, que morava em Carazinho, no Rio Grande do Sul, teria viajado a São Paulo para fazer compras. Eles chegaram a ser dados como desaparecidos, após não fazerem mais contato com ninguém. Juliana e Igor foram encontrados dez dias após a prisão. Com informações do G1 RS e RBS TV.

VEJA MAIS

image Paraense morta em Los Angeles: noivo confessa crime e corpo da vítima segue desaparecido, diz PF
Segundo a polícia, o suspeito não disse a localização do corpo da vítima 'com esperança de não ser condenado'

image Paraense é morta pelo namorado nos Estados Unidos
Natural de Santarém, Anna Laura Costa Porsborg tinha 22 anos, morava em Virgínia e passava férias em Los Angeles com o namorado

“Familiares do Igor estiveram na delegacia para informar que autoridades consulares do Líbano entraram em contato com eles e informaram que Igor e Juliana teriam sido detidos ao desembarcarem no Aeroporto em Beirute, capital do Líbano”, disse a delegada Rita de Carli, responsável pela investigação.

A delegada afirmou que o Itamaraty e a embaixada brasileira no Líbano foram contatados. Os dois receberam assistência consular, e os órgãos disseram à polícia que permaneceriam​​ em contato com as famílias para mantê-las informadas sobre o caso.

A embaixada não informou à polícia o motivo da detenção do casal. No entanto, isso teria sido informado aos familiares. Não há informações sobre se e quando o casal vai voltar ao Brasil.

A redação integrada de O Liberal entrou em contato com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul e aguarda retorno.

O desaparecimento

Igor e Juliana teriam viajado para São Paulo em 13 de dezembro. Eles chegaram à capital paulista no dia 14 e mantiveram contato com familiares até o dia 18. A última troca de mensagens havia ocorrido nesse dia.

Depois disso, a mãe de Igor disse que tentava ligar para o celular do filho e para o da namorada dele, mas os telefones não chamavam. Outros familiares e amigos mandaram mensagens, mas não houve resposta. A última visualização de mensagens por parte deles foi por volta das 16h do dia 18.

Segundo a Polícia Civil, o casal está junto há dois anos, e essa foi a primeira viagem que fizeram a São Paulo. Apesar de morar em Carazinho, Juliana é natural de Belém, no Pará.

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA