Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Foragido da justiça por feminicídio, 'Júnior do Periquito' é preso no Marajó

O crime ocorreu em setembro do ano passado; a vítima era sua namorada, uma adolescente de apenas 15 anos

O Liberal

​Júnior Ferreira da Silva, mais conhecido como “Júnior do Periquito”, foi preso na última segunda-feira (18) por feminicídio, crime que cometeu​​ em setembro do ano passado contra uma adolescente de 15 anos, no município de Melgaço, na Ilha do Marajó. O mandado de prisão foi cumprido por policiais civis da Superintendência Regional do Marajó Ocidental, em conjunto com agentes da Delegacia de São Brás, localizada em Belém.

VEJA MAIS

Vídeo: Mulher é atropelada pelo ex ao voltar de delegacia e pedir medida protetiva
Vítima foi atingida pelo carro do ex-marido e agredida com barra de ferro

Mulher é assassinada à facadas pelo marido em Marabá
Polícia investiga o caso e pede a quem tiver informações sobre o paradeiro do acusado para que colabore por intermédio do Disque Denúncia 181

MP denuncia homem à Justiça por feminicídio praticado em Ananindeua
O acusado teria dado um soco na vítima que dias após morreu por insuficiência respiratória aguda 

As investigações da Polícia Civil apontam que, no dia do crime, Júnior matou a adolescente utilizando uma espingarda. Em seguida, o criminoso empreendeu fuga, tomando rumo desconhecido, tendo sido encontrado sete meses após o feminicídio. Na época, o crime cometido por Júnior abalou o município. Agora, o rapaz encontra-se preso e à disposição do Poder Judiciário.

Relembre o caso

Por volta das 5h do dia 6 de setembro de 2021, uma adolescente de apenas 15 anos, foi morta a tiros por seu namorado, identificado como Júnior Ferreira da Silva, em Melgaço, município que compõe o Arquipélago do Marajó. Antes mesmo do sol nascer no município, a jovem foi assassinada por ter se recusado a fugir com o parceiro, que era procurado por vários crimes. Júnior fugiu logo após o assassinato.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA