Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Envolvido na morte de sargento da PM é preso em Santa Bárbara, na Grande Belém

Erik Ruan Silva Azevedo de 23 anos confessou participação no crime em troca do pagamento de mil reais

O Liberal

A polícia prendeu Erik Ruan Silva Azevedo, de 23 anos, na manhã desta quinta-feira (19), durante buscas na comunidade de Genipaúba, no município de Santa Bárbara, na Grande Belém. Ele admitiu que recebeu mil reais, para participar do assassinato do sargento da reserva da Polícia Militar, Juscelino Cardoso Cepeda, na tarde da última quarta-feira (18), no bairro de Caranaduba, na ilha de Mosqueiro, distrito de Belém. Com informações do site Ver-o-Fato.

VEJA MAIS

Suspeito de assassinar investigador da PC é morto em intervenção policial, em Mosqueiro
Alexandre Rennan da Silva Paiva teria reagido ao cumprimento de mandado de prisão em seu desfavor. Ele é suspeito de matar o investigador José Bosco de Araújo Barbosa, em 7 de março deste ano.

Suspeitos de envolvimento na morte de sargento da PM morrem em troca de tiros, em Mosqueiro
Pelo menos cinco criminosos estariam envolvidos no atentado ao sargento Juscelino Cardoso Cepeda, na manhã desta terça-feira; três continuam foragidos

Criminosos invadem residência e matam sargento da PM com três tiros na cabeça, em Mosqueiro
O crime ocorreu na manhã desta quarta-feira (18)

Erik entregou dois comparsas dele. Um de prenome Emerson e um outro, que não foi identificado, mas a polícia informa que o homem é traficante no bairro do Guamá, na capital paraense. Antes mesmo da prisão de Erik, de acordo com a polícia, Emerson morreu em troca de tiros com os militares que tentavam capturá-lo. 

"O moleque me chamou para ir lá matar ele só que ele não falou nada que ele era polícia, só me deu mil reais para eu ir lá fazer o serviço. Quando chegou na hora eu fiquei sabendo que ele era polícia'', disse Erik à polícia, já preso na Delegacia de Homicídios, em Belém.

Relembre o caso

O sargento da reserva da PM, Juscelino Cardoso Cepeda, teve a casa invadida por um grupo de homens, na manhã de quarta-feira (18), na Estrada de São Francisco, no distrito de Mosqueiro, em Belém. Ele levou três tiros na cabeça.

De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o militar ainda foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua, mas morreu na unidade hospitalar horas depois.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA