logo jornal amazonia

Empresário 'Paquinha' é morto a tiros no centro comercial de Altamira, no Pará

A vítima morreu depois de dar entrada numa Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade

O Liberal

José Barbosa Silva de Andrade, conhecido como ‘Paquinha’, foi assassinado na manhã desta quinta-feira (27), por volta das 11h10, no cruzamento da rua Manuel Umbuzeiro com travessa 10 de Novembro, área do centro comercial de Altamira, sudeste do Pará. O crime foi testemunhado por pessoas que relataram que os autores dos disparos, sendo pelo menos cinco na região da cabeça, teriam chegado em uma motocicleta Honda Bros, de cor vermelha. A vítima era um empresário conhecido na região. As informações são do portal Plantão 24h News.

Os criminosos fugiram. ‘Paquinha’ ainda chegou a ser levado para um hospital do município com a ajuda da população em uma caminhonete, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A motivação do crime ainda é desconhecida.

VEJA MAIS 

Mulher morre depois de ser esfaqueada no coração; principal suspeito é o ex-marido
A vítima ainda tentou fugir pedindo ajuda, mas não resistiu aos ferimentos

Assassinato após discussão política no Mato Grosso: vítima levou 70 facadas, diz laudo
Simpatizante de Lula, Benedito Cardoso dos Santos, 44, foi morto por Rafael Silva de Oliveira, 24, apoiador de Bolsonaro, em Confresa (MT), no dia 7 de setembro

Homem entra em bar, pergunta quem vota em Lula e mata eleitor do petista, diz jornal
Vítima chegou a ser socorrida após levar facada de agressor, mas não resistiu

Em nota, a Polícia Civil (PC) informou que o caso será investigado pela Delegacia de Homicídio (DH) de Altamira. “Perícias foram solicitadas no local e diligências estão sendo feitas para apurar motivação e autoria do crime”, diz o comunicado.  

Um inquérito foi instaurado para investigar o caso. Até às 21h11 de quinta, as autoridades não confirmaram se o autor dos disparos já tinha sido identificado. 

Ajude com mais informações 

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA