Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Em Parauapebas, polícia prende suspeitos do assassinato de jovem encontrado decapitado

A mãe reconheceu o filho na terça-feira (1º) pela arcada dentária e roupas

O Liberal

A Polícia Civil prendeu Luís Matias da Conceição Filho e Caio Lucas Medanha Feitosa, na quinta-feira (3), apontados como os homicidas de Ronielson da Silva Moreira, de 22 anos, cujo corpo foi encontrado decapitado e enterrado em cova rasa, no bairro Nova Carajás, em Parauapebas. 

A vítima estava desaparecida desde o dia 25 deste mês, e a mãe reconheceu o corpo do filho no Instituto Médico Legal (IML), após familiares terem negado tratar-se do jovem. A vítima foi encontrada sem vida na última segunda-feira (28). As informações são do site Zé Dudu. 

VEJA MAIS

Jovem desaparecido há quatro dias em Parauapebas tem o corpo reconhecido pela mãe
A mãe identificou o jovem, que foi degolado, pelas roupas que ele usava quando saiu de casa e pela arcada dentária

Nesta sexta-feira (4), a polícia informou que Caio Lucas Feitosa tem prisões anteriores. Uma delas foi em 10 de agosto de 2020, no bairro dos Minérios, por porte de drogas; outra, no dia 16 de janeiro deste ano, quando ele foi preso com maconha e crack, durante uma incursão da Polícia Militar, no bairro Nova Carajás. Nesta segunda prisão, Caio Lucas estaria com outros homens e, segundo a polícia, comemorava o sucesso de assalto a um comércio.

Vítima estava há quatro dias desaparecida

Ronielson da Silva Moreira, de 22 anos, sumiu no dia 25 de fevereiro e o corpo foi encontrado decapitado e enterrado em cova rasa, na segunda-feira (28) (Reprodução / Site Zé Dudu)

Em 26 de fevereiro, Adaelson Lima Moreira, sobrinho de Ronielson da Silva Moreira, registrou Boletim de Ocorrência 24 horas após o desaparecimento do tio, no dia 25 de fevereiro. Ronielson estava com um amigo em um ponto de venda de drogas.

Ao saírem do local, dois desconhecidos, em uma moto, o abordaram e o chamaram por um nome, ao que Ronielson respondeu que aquele não era o nome dele. Os dois homens se retiraram. Em seguida, um deles retornou e disse que tinha mais drogas para eles.

Ronielson Moreira, ainda conforme o Boletim de Ocorrência, montou na garupa da moto na direção da boca de fumo, que fica na sétima etapa das casas populares. Depois disso, ele desapareceu. O jovem era natural de Breu Branco e estava em Parauapebas há um mês, para conseguir um emprego.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA