Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Jovem desaparecido há quatro dias em Parauapebas tem o corpo reconhecido pela mãe

A mãe identificou o jovem, que foi degolado, pelas roupas que ele usava quando saiu de casa e pela arcada dentária

O Liberal

Maria Vanda Ribeiro da Silva, reconheceu, na tarde desta terça-feira (1º), o corpo do filho, Ronielson da Silva Moreira, de 22 anos. A informação é das polícias Civil e Militar. Ele estava desaparecido desde o dia 25 deste mês, e foi encontrado nesta segunda-feira (28), em um matagal no bairro Nova Carajás, em Parauapebas, município do sudeste do Pará. O corpo estava nos fundos de uma casa em área de invasão. As informações são do site Zé Dudu.

A Polícia Militar foi informada sobre o achado, por volta das 20h, pelo presidente da Associação de Moradores da Nova Carajás, de prenome Silvestre. Segundo ele, cortadores de cana avistaram o corpo, ao entrarem no matagal atrás das casas populares. O cadáver estava decapitado e enterrado em uma cova rasa.

Além da Polícia Militar, que se dirigiu ao local, investigadores da Polícia Civil e equipes do Corpo de Bombeiros e do Instituto Médico Legal (IML) também foram até à cena do crime.

Homens do Corpo de Bombeiros desenterraram o cadáver e a polícia realizou os levantamentos de praxe. Técnicos do Instituto Médico Legal (IML) removeram o corpo para a perícia criminal no IML.

Familiares de Ronielson Moreira estiveram no IML, mas afirmaram que o corpo não era o do jovem. Porém, na tarde desta terça-feira (1º), a mãe dele viu o corpo e afirmou ser o do filho. Maria Vanda disse ter certeza de se tratar do filho por ter reconhecido as roupas que Ronielson vestia quando saiu de casa, e pela arcada dentária dele.

O corpo foi liberado para a família, mas para confirmar o parentesco entre Ronielson e Maria Vanda, foi colhido material genético e enviado ao Centro de Perícias Científicas, em Belém, onde será feito exame de DNA.

Sobre o caso

De acordo com o Boletim de Ocorrência (B.O) registrado por Adaelson Lima Moreira, sobrinho de Ronielson da Silva Moreira, no dia 26 de fevereiro, 24 horas após o desaparecimento do tio, no dia 25 de fevereiro, ou seja, na sexta-feira passada, ele estava com um amigo em um ponto de venda de drogas.

Ao saírem do local, dois desconhecidos, em uma moto, o abordaram e o chamaram por um nome, ao que Ronielson responde que aquele não era o nome dele. Os dois homens se retiraram e, logo em seguida, um deles retornou e disse que tinha mais drogas para eles.

Ronielson Moreira, ainda conforme o Boletim de Ocorrência, montou na garupa da moto na direção da boca de fumo, que fica na sétima etapa das casas populares. Depois disso, ele desapareceu. O jovem, que é natural de Breu Branco, estava em Parauapebas, há um mês, para conseguir um emprego.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA