logo jornal amazonia

Dupla executa feirante a tiros durante trabalho em Pacajá; suspeitos fugiram e não foram localizados

O crime teria ocorrido por volta de 11h30 desta terça-feira (10) na Feira Municipal da cidade

O Liberal
fonte

O feirante Darlan de Souza, 24 anos, foi morto a tiros na manhã desta terça-feira (10) na Feira Municipal de Pacajá, no sudoeste do Pará. A vítima trabalhava no momento em que foi assassinada por dois homens armados. O crime teria ocorrido por volta de 11h30. Não se sabe a motivação do homicídio. Esse foi o primeiro homicídio registrado na cidade em 2023. Com informações do Confirma Notícia. 

VEJA MAIS 

image Auxiliar de feirante é morto a facadas na BR-316, em Belém
O corpo de João foi periciado pela equipe da PCP e removido ao Instituto Médico Legal (IML)

image Acidente no Marco: motorista acusado pela morte de feirante é solto após pagar fiança
Gercione Wanzeler Sabá Junior vai responder ao processo por homicídio culposo e lesão corporal grave em liberdade; ele confessou que bebeu antes de dirigir

image Feirante é executado com dois tiros ao sair de casa em Marabá
Ele estava indo trabalhar na feira do bairro Laranjeiras, no Núcleo Cidade Nova, quando um homem em uma motocicleta sacou a arma e efetuou os disparos

Segundo a polícia, a dupla de suspeitos utilizava pistolas calibre 380 e vieram ambos de capacete em uma motocicleta. Eles chegaram atirando oito vezes contra o rapaz. As autoridades não disseram por quantos projéteis a vítima teria sido atingida. 

Após cometerem o crime, os suspeitos fugiram e não foram vistos. A Polícia Civil do Pará (PCPA) foi acionada e esteve no local apurando o caso e conversando com testemunhas. Investigações foram feitas para tentar localizar os atiradores, mas eles não foram localizados. 

Darlan trabalhava na Feira de Pacajá há três dias. O município onde o caso ocorreu estava 37 dias sem registrar morte violenta.

A redação integrada de O Liberal solicitou mais detalhes sobre o caso à PCPA e aguarda retorno. 

Ajude a polícia a encontrar os suspeitos 

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar.

 

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA