Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Feirante é executado com dois tiros ao sair de casa em Marabá

Ele estava indo trabalhar na feira do bairro Laranjeiras, no Núcleo Cidade Nova, quando um homem em uma motocicleta sacou a arma e efetuou os disparos

O Liberal

Um criminoso matou um feirante a tiros na manhã do último domingo (26), em Marabá, município do sudeste do Pará. A vítima foi identificada como Cláudio Alexandre Alves da Silva, 44 anos. O caso aconteceu por volta de 6h30, na rua Nossa Senhora Aparecida, no bairro Lucinha. Ele estava indo trabalhar na feira do bairro Laranjeiras, no Núcleo Cidade Nova, quando foi morto. 

Testemunhas disseram à Polícia Civil (PC), que a vítima tinha acabado de sair de casa quando, ao chegar na esquina da rua, foi surpreendida por um homem em uma motocicleta. O suspeito sacou a arma e atirou contra a vítima. Cláudio foi atingido com dois tiros no tórax. Não se sabe se ele morreu no local ou após receber atendimento médico. A PC acha que o autor dos disparos estava à espera do feirante. 

Até o momento, o suspeito de cometer o crime não foi identificado. A Divisão de Homicídios iniciou as investigações para tentar solucionar o homicídio. 

Por meio de nota, a Polícia Civil se limitou a dizer que "o caso é investigado pela delegacia do município de Marabá e diligências estão sendo feitas para coletar maiores informações sobre o caso e localizar os envolvidos". 

Ajude a Polícia

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar.

 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA