Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Corpo de policial militar da reserva vítima de execução é velado em Belém

O sargento José Antônio Brito Souza foi surpreendido pelos criminosos quando jogava dominó na casa de um vizinho

Ana Laura Carvalho / O Liberal

O corpo do sargento da reserva da Polícia Militar José Antônio Brito Souza, 60, executado na noite da última quarta-feira (17), está sendo velado na Capela dos Capuchinhos, no bairro de Canudos, em Belém. Amigos, familiares e ex-colegas de corporação se reuniram para prestar uma última homenagem ao militar. O enterro está marcado para ocorrer às 9h desta sexta-feira (19), no cemitério de Santa Izabel, no Guamá.

VEJA MAIS:

Policial da reserva é assassinado no bairro do Telégrafo Militar foi morto por homens que chegaram em um carro branco

. SOMENTE A VERDADE apresenta São José e os Libertos: a história de Ninja

Na capela onde o corpo está sendo velado foram depositadas dezenas de coroas de flores em redor do caixão com mensagens de agradecimento pelos serviços prestados e também de despedida. A Polícia Militar declarou luto pela morte do PM nas redes sociais da instituição. “É com extremo pesar que o comando da Polícia Militar do Estado do Pará informa que o 3º SGT PM RR José Antônio Brito Souza, 60 anos, faleceu nesta quarta-feira (17). A PM se solidariza com familiares e amigos, neste momento de dor e reflexão”, diz a nota.

O sargento Brito fazia parte da reserva remunerada da Polícia Militar e dedicou à corporação quase 23 anos de serviço. “Ele possuía comportamento excepcional em sua ficha. A última unidade de atuação do policial foi o 1º Batalhão”, acrescenta a mensagem da corporação.

O caso

Brito foi assassinado a tiros na noite da última quarta-feira (17), na passagem Mirtes, que fica no bairro do Telégrafo, em Belém. Segundo informações repassadas pela polícia, ele jogava dominó na casa de um vizinho, quando quatro criminosos chegaram em um carro branco.

Três suspeitos desceram do veículo e surpreenderam o militar, que foi atingido com, pelo menos, vinte disparos de arma de fogo, vindo a morrer na hora.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA