Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Assalto com refém em loja da Mário Covas: após cerca de duas horas, criminosos se rendem à polícia

Criminosos estavam armados com um revólver

O Liberal

Uma quadrilha praticou um assalto com refém em uma unidade de uma loja de departamentos, na rodovia Mário Covas com a avenida Hélio Gueiros, no bairro do Coqueiro, no Município de Ananindeua, que durou cerca de duas horas, nesta quinta-feira (22). De sete pessoas envolvidas, dois adultos foram presos e três adolescentes, apreendidos. Dois assaltantes fugiram do local do crime, registrado na Seccional de Ananindeua. O assalto teve como motivação o pagamento de uma dívida com o tráfico de drogas/crime organizado. Aparelhos eletrônicos eram o alvo dos criminosos, mas até biscoitos eles queriam levar do local do crime.

Os dois adultos presos são Abraão Alves Pereira Lopes, 18 anos, e Paulo Vítor Gonçalves Silva, 22 anos. Por volta de 13h30, o bando chegou até a loja de departamentos em três motos. Com emprego de violência, eles fizeram pessoas de refém, roubaram tablets e celulares do estabelecimento comercial e restringiram a liberdade das vítimas. No caso, três funcionárias da loja e mais duas vítimas consumidoras.

Ao todo, 19 celulares foram recuperados, mas os outros dois que fugiram podem ter levado outros produtos do local. As vítimas relataram que havia duas armas no assalto, mas somente um revólver calibre 32 com cinco munições foi apresentado pela Polícia Militar que cercou o bando. É provável que a segunda arma esteja em poder dos outros assaltantes que conseguiram fugir.

A Polícia Civil pedirá a prisão preventiva de Abraão e Paulo Vítor, sob acusação de roubo mediante a restrição da liberdade, emprego de arma de fogo, concurso de pessoas e também corrupção de menores de idade. Já os três adolescentes ficaram de ser encaminhados para Delegacia Especializada.

Cerco

No começo da tarde, uma viatura da Polícia Militar transitava em ronda na esquina da Mário Covas com a Hélio Gueiros. A guarnição foi, então, acionada por uma mulher que em uma loja de departamentos naquele perímetro estava ocorrendo um assalto. Os policiais constataram o fato e, de pronto, pediram apoio para outras guarnições comparecerem ao local. Um dos acusados do lado de fora da loja foi logo capturado. Era um dos três adolescentes apreendidos. Paulo Vítor, com uma das mãos feridas, entregou-se para a Polícia.

Ocorre que nesse momento os demais assaltantes perceberam a presença dos policiais e, então, fizeram duas pessas de vítimas, sob a mira de uma arma de fogo. A Guarda Municipal de Ananindeua e guarnições da PM deram apoio à ação policial, e com a chegada da Rotam, começou a negociação da Polícia com os criminosos.

Tensão

A negociação, no gerenciamento de crise, foi feita em clima de tensão e sob calor do Sol. O trânsito foi suspenso naquele trecho da Mário Covas, e policiais orientaram populares a não transitarem na linha de tiro dos assaltantes.  

Por cerca de duas horas, duas mulheres, uma delas uma senhora de 62 anos de idade, foram mantidas como reféns na entrada da loja de departamento. Um dos adolescentes apontava um revólver contra uma das vítimas e a usava como escudo contra qualquer investida dos policiais. Ao lado dele, um outro adolescente falava ao telefone. Um adulto, identificado como sendo Abraão, também encontrava-se no interior do estabelecimento.

Os assaltantes se viram cercados e pediram a presença de familiares que compareceram ao local. A negociação prosseguiu até o momento em que os três assaltantes decidiram se entregar, deitando-se no chão, na frente da loja. Os acusados relataram após a captura de que pretendiam somente levar dinheiro e celulares do local.

A Polícia encontrou com os acusados uma bolsa com 19 aparelhos celulares e mais R$ 105,00, um revólver calibre 32, gêneros alimentícios. No caso, leite, chá, geléia e chocolate.

Reféns

Após ser atendida em uma ambulância dos Bombeiros, a refém idosa relatou que os assaltantes diziam durante o assalto que não queriam fazer mal para ninguém, mas só levar celulares. Eles chegaram a comer no interior da loja, "porque eles estavam sem almoçar, comeram salgadinho, tomaram refrigerante, água". A senhora manteve-se tranquila durante todo o assalto.

A refém disse que viu um revólver com um dos adolescentes. Ela relatou que um dos assaltantes disse o assalto foi motivado pelo fato de que tem filho com febre, e que em nenhum momento chegaram a ameaçá-la. A senhora confirmou que eram três na loja. A outra refém relatou que havia atravessado a pista e chegou à frente da loja para pegar um fone. Mas, então, foi apanhada pelo bando para ser refém no assalto.

Salvamento

O coronel Maríuba, do Comando de Policiamento da Região Metropolitana (CPRM), monitorou o cerco policial aos assaltantes. "A guarnição de área se deparou com esse assalto em andamento, em média era cinco criminosos fizeram várias pessoas no interior da loja como reféns, e a negociação foi demorada porque a gente tem que fazer aquela seleção entre quem está envolvido diretamente, nós temos que fazer a varredura completa, a chegada de familiares, então demora um tempo. Mas, o objetivo principal que era salvar vidas nós conseguimos", destacou. Atuaram negociadores da Rotam e do BOPE.

A guarnição do Comando de Missões Especiais (CME), via BOPE e Rotam, fez o posicionamento das equipes no local do crime. O coronel Mariúba ressaltou que o bando estava levando celulares e até biscoito em uma mochila. Para o desfecho feliz da ocorrência, contou a ação rápida da PM, como frisou o policial militar.

VEJA MAIS

Mulher que foi feita refém na Marambaia responde por tráfico internacional de drogas
Alessandra Martins dos Santos tem três passagens pela polícia. O companheiro dela pode estar envolvido em atentados contra policiais na Grande Belém

Homem faz reféns mulher, filho e motorista em veículo na Marambaia
Durante quatro horas a Polícia Militar negociou a liberação das vítimas

Funcionário é feito refém em loja de motocicletas em Santarém
Policia está no local

Assalto com refém na Augusto Montenegro: suspeitos se rendem e vítima é liberada; vídeo
Não houve feridos durante a ocorrência

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA