Acusados de estuprar e assassinar jovem esteticista são capturados em Marituba

Uma das vítimas foi encontrada morta em um matagal

Eduardo Rocha

Em ação empreendida pelo deputado federal e delegado Éder Mauro e mais policiais da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e Delegacia de Marituba,  a Polícia conseguiu apreender um adolescente de 17 anos e prendeu um adulto acusados de terem estuprado e morto a jovem Samara Mescouto, de 20 anos, mãe de três filhos, em um matagal no Município de Marituba. Sobrinha de criação do delegado, a jovem saiu de casa na sexta-feira (10) e não voltou mais. Esta segunda-feira a polícia deu detalhes do caso e disse que são pelo menos sete as vítimas da dupla de maníacos de Marituba. Veja:

Como relatou o delegado Éder Mauro, ele foi informado por familiares no sábado sobre o desaparecimento da jovem. Então, Éder foi até a Delegacia de Marituba, e em contato com o delegado Avelino soube de três casos de estupro, com o mesmo modus operandi. Tomou conhecimento de uma jovem em coma e de outra hospitalizada no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência de Ananindeua.

LEIA TAMBÉM:
- Caminhada em Ananindeua pede fim da violência contra a mulher
- São pelo menos sete as vítimas dos maníacos de Marituba
- Falta de punição para adolescentes é mito, diz advogado
- Assassinato de jovem esteticista comove e revolta população paraense
Justiça decreta prisão de suspeito de estupros em série em Marituba

““No final da tarde de sábado (11), eu tomei conhecimento de que a miha sobrinha de criação estava desaparecida. Minha família me comunicou isso, e eu conversei com a mãe da menina, estive na Delegacia de Marituba, tomei pé da situação, e em Marituba  vim a saber que havia quatro casos de estupro que eles estavam investigando. E junto com policiais, às 6 horas, nós todos entramos nas matas, com uma das meninas que está viva. Ela nos levou em vários pontos, e encontramos calcinhas, bolsas e outros objetos de outras vítimas”, destacou Éder Mauro.

A Polícia, como relatou o delegado, passou a diligenciar  e conseguiu imagens do “cara passando com a garota na garupa, com as duas vítimas de ontem (sábado) de manhã”. Segundo Éder Mauro, “por meio das imagens que nós temos, conseguimos chegar na bicicleta que ele usava e na moto ele utilizava, por intermédio de relato de testemunhas. E hoje à tarde, diligenciando, fazendo saturação em toda essa região, conseguimos localizar a moto. Apreendemos a moto e a pessoa que estava nela e por meio dessa pessoa conseguimos chegar no primeiro, estuprador e homicida, que nos levou até o segundo, e em interrogatório ele nos levou até o corpo da minha sobrinha de criação, Samara”, relatou o delegado.

Como informou  a Polícia Civil, na tarde deste domingo (12), “um adolescente foi apreendido, na tarde deste domingo (12), “sob suspeita de ser o autor de crimes relacionados ao desaparecimento de mulheres", no município de Marituba, na região metropolitana de Belém.  “Uma das vítimas foi encontrada morta e estava desaparecida desde a última sexta-feira (10). Outros dois crimes de estupro e roubo foram atribuídos ao adolescente, em um destes, a vitima está hospitalizada e sua irmã reconheceu o criminoso. O terceiro ocorreu no dia 3 de janeiro. Todos tiveram o mesmo "modos operandi".

Uma moto, celulares e uma bicicleta também foram apreendidos pela equipe de policiais civis de Marituba e da DENARC, que continuam em diligências“, é informado na Nota da Polícia Civil.

Cerco


Ao chegar à casa onde mora o acusado, os policiais contataram que ele não se encontrava – a mulher dele tem o Facebook dela utilizado pelo jovem para a prática dos crimes. O acusado teria ido para a casa da mãe dele. “Eu fiquei de tocaia na área até conseguir apanhá-lo”, relatou o delegado Éder Mauro. Ele contou que o acusado confessou o crime e levou a Polícia até o local onde estava o corpo de Samara. No caso, em um matagal no Parque das Palmeiras perto da casa de um dos acusados


A vítima foi encontrada com o corpo sob uma toalha e um saco plástico na cabeça, indicando que deve ter sido morta por asfixia. Nas investigações, foram encontradas roupas íntimas, bolsas e outros itens pessoais de vítimas em um terreno. Até filmagens foram encontradas pela Polícia.

Em nota nas redes sociais, o delegado Éder Mauro declarou: “O deputado federal Delegado Éder Mauro compartilha a dor e se solidariza com os parentes e amigos de todas as vítimas do acusado preso na noite de hoje (12), que foram violentadas e mortas na região metropolitana de Belém, nas últimas semanas. A família do parlamentar está em luto pela morte de Samara Mescouto, 20 anos, encontrada atrás do terreno em que morava o preso. Samara foi adotada, aos 3 anos, pela mãe de Éder Mauro, Maria Trindade Cardoso, com quem morou até os 16 anos de idade, quando foi morar com a mãe biológica, que também foi criada pela matriarca da família Cardoso Barra”.

O deputado informa, ainda, que "exercer a missão de contribuir com a valorosa Polícia Civil do Pará na prisão do acusado é um alento, neste momento, porque impede que outras famílias passem pela dor de perder um ente querido de forma cruel e desumana”.

Repercussão


Em postagem no Twitter, o governador Helder Barbalho destacou: “Comunico a todos que a Polícia Civil do Pará apreendeu um adolescente suspeito de ser o autor de crimes relacionados ao cso de desaparecimento de mulheres no município de Marituba, na região metropolitana de Belém. As diligências ainda continuam”.

Em outra postagem, o governador declarou: “Acabo de ter conhecimento que um homem está sendo autuado em flagrante, nas seccional de Marituba, suspeito de ser co-autor da morte de uma mulher e pelo roubo e estupro de outras duas vítima. Pela tarde, um adolescente foi apreendido acuso de também ter participação nos crimes”.

Quaisquer informações que possam ajudar na elucidação do crime, podem e devem ser repassadas às autoridades policiais pelo Disque-Denúncia (181) ou junto ao Centro Integrado de Operações (190). Não é necessário se identificar e a ligação é gratuita. A redação integrada de O Liberal também recebe a qualquer momento denúncias e informações de ocorrências em texto, áudio, fotos e vídeo pelo WhatsApp: basta contactar no número (91) 98439-8833.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA