logo jornal amazonia

Acusado de homicídio qualificado é preso pela polícia em Belém

A prisão ocorreu nesta quarta-feira (11) pela Polícia Civil do Pará (PCPA)

O Liberal
fonte

Daniel Cantão Baixa, 43 anos, foi preso pela Polícia Civil do Estado do Pará (PCPA) no final da manhã desta quarta-feira (11) em Belém. O homem, que é acusado de homicídio qualificado, foi detido pelos policiais, por volta das 12h, após o cumprimento de um mandado de prisão por sentença condenatória contra ele deliberado há cerca de três meses. As autoridades não revelaram detalhes sobre o crime que Daniel teria cometido, apenas se sabe que teria ocorrido no ano de 2002, na cidade de Tucurí, sudeste do Estado.

VEJA MAIS 

image Acusado de homicídio no Maranhão é preso pela PM em Parauapebas
Cloves Fernandes Cardoso, 56 anos, tinha um mandado de prisão preventiva em aberto desde 2018 pelo crime de homicídio

image Foragido por violência doméstica é preso no Aeroporto Internacional de Belém
Na época do crime, o acusado era morador de Macapá. O mandado de prisão preventiva foi expedido em 2018 pela Justiça Estadual do Amapá

image Foragido por violência doméstica é preso no Aeroporto Internacional de Belém
Na época do crime, o acusado era morador de Macapá. O mandado de prisão preventiva foi expedido em 2018 pela Justiça Estadual do Amapá

O delegado Roberto Gomes, junto com mais dois investigadores e uma escrivã da PCPA participaram da captura do acusado. A ordem judicial, cumprida nesta quarta-feira, foi expedida no dia 6 de outubro do ano passado, pelo juiz Dr. José Jonas Lacerda de Sousa, titular da Vara da Comarca de Tucuruí

Logo após ter sido preso, Daniel realizou exame de lesão corporal e foi encaminhado para a Central de Triagem da Marambaia (CTMAB), onde ficará à disposição da Justiça

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA