CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Copa do Mundo 2022: no Catar, cachorros são raros; saiba o motivo que envolve fé e biologia

Em compensação, os gatos crescem exponencialmente no país e o aumento já causa preocupação sanitária

Karoline Caldeira
fonte

A aparição de um gato na coletiva da Seleção Brasileira nesta quarta-feira (7), trouxe destaque para a situação desses animais no país sede da Copa do Mundo 2022. A população de felinos pelas ruas do Catar não para de crescer. Em um estudo publicado em 2016, pela Universidade Hamad Bin Khalifa, o país soma quase 3 milhões de habitantes, enquanto o quantitativo de gatos é estimado entre 2 e 3 milhões. A proporção é de um para um, enquanto os cachorros são raridade no país sede da Copa do Mundo.

VEJA MAIS

image Copa do Mundo 2022: gato invade entrevista com Vinícius Jr e é jogado por assessor da Seleção; vídeo
Animal subiu na bancada da sala de imprensa montada no Estádio Grand Hamad, onde a Seleção Brasileira treina no Catar

image Gato viraliza ao ‘se jogar no chão’ toda vez que escuta 'cadê Neymar?'
O vídeo original foi publicado em agosto deste ano, mas voltou ganhar espaço na internet com a chegada da Copa

image Papagaio 'adota' filhotes de gato e emociona os internautas; vídeo
Em imagens publicadas no Instagram, o papagaio dá bicadas em um rapaz que tenta gravar os filhotes dentro do tronco; veja

A religião é a principal responsável por essas diferenças. O Catar tem uma nação 70% muçulmana, que age com leis, costumes e práticas enraizadas no Islamismo. Nesta crença, gatos são considerados animais sagrados e admirados pela limpeza. Por outro lado, algumas correntes acham os cães impuros.

Esse comportamento é reforçado em livros e relatos históricos. No livro Hadith Bukhari, do profeta Mohammad, é mencionado que: "Anjos não entram em uma casa que tenha um cachorro ou uma imagem". Já Abu Hurairah, um dos companheiros deste profeta, ficou conhecido como "Pai dos Gatos", devido estar sempre rodeado pelos felinos.

Ratos também motivaram o aumento da população felina

No Catar, os gatos estão presentes em todos os locais e são bem-vindos nas mesquitas. O crescimento da presença dos gatos no país iniciou na década de 1960, quando os ratos se tornaram um grande problema sanitário. Para resolver a questão, introduziram nas ruas um predador natural.

Contudo, a reprodução descontrolada dos gatos virou um possível vetor de doenças. Segundo o artigo da Universidade Hamad Bin Khalifa, registros de hospitais mostram que 41% dos idosos e 35% das mulheres em idade fértil no Catar têm ou tiveram toxoplasmose, causada por um protozoário que pode estar presente nas fezes de gatos e cachorros infectados. No entanto, ações básicas de higiene podem evitar o contágio, como lavar as mãos após ter contato com as fezes de animais e ingerir apenas alimentos previamente higienizados.

VEJA MAIS

image Gato leva cabeça de jacaré de 'presente' e assusta tutora; vídeo
Segundo a tutora, o gato entrou no quintal arrastando os restos mortais do jacaré como se fosse um troféu

image Existe cachorro e gato gay? Especialistas divergem sobre o assunto polêmico entre tutores de pets
Pesquisa aponta que desde 1999 a tese da homossexualidade no reino animal é estudada e que foi identificada em mais de 1.500 espécies; confira

Por conta da Copa do Mundo, diversas ONGs de proteção animal denunciaram que o governo local retirou das ruas milhares de animais como forma de "limpar" a capital para receber os turistas. O destino dos gatos não foi informado e a estimativa das organizações é que foram pelo menos 5 mil cachorros e muito mais gatos. Com informações do portal Super Esportes.

(Estagiária Karoline Caldeira, sob supervisão do editor executivo de OLiberal.com, Carlos Fellip)

Pet Liberal
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS DE PET LIBERAL